Porto Alegre, sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

  • 18/08/2014
  • 20:20

Soprano Licia Albanese morre aos 105 anos

Artista especializada em Puccini faleceu em sua residência em Manhattan, nos EUA

  • Comentários
  • AFP

A soprano ítalo-americana Licia Albanese, que foi estrela do Metropolitan Opera de Nova York por mais de 25
anos, morreu aos 105 anos, anunciou sua família nesta segunda-feira.

A artista especializada em Puccini faleceu em sua residência em Manhattan na última sexta-feira.

Célebre por sua interpretação de Cio-Cio-San em "Madame Butterfly", Albanese cantou 427 vezes no Met ao longo
de 26 anos, em um total de 16 óperas e 17 personagens entre 1940 e 1966. Foi 87 vezes a Violetta da Traviatta
de Verdi, um recorde não igualado até o momento.

Nascida em 1909 na Itália, Licia Albanese foi idolatrada por sua voz e pela intensidade emocional que dava a
seus personagens.

Iniciou sua carreira nos anos 1930 e, pouco depois de estrear na Itália, na França e na Inglaterra, emigrou
para os Estados Unidos, onde interpretou Cio-Cio-San pela primeira vez em 1940.

Se transformou rapidamente em uma estrela internacional e cantou com os maiores artistas de sua geração, como
Jan Peerce e Ezio Pinza.

Em 1974, fundou uma organização para ajudar aos cantores jovens e recebeu em 1995 a medalha de honra das
artes das mãos do então presidente Bill Clinton.

Bookmark and Share