Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 22/08/2014
  • 20:10
  • Atualização: 20:27

Getúlio e Cortázar nas páginas do Caderno de Sábado

Suplemento lembra os 60 anos de morte do presidente e o centenário do autor argentino

Suplemento lembra os 60 anos de morte do presidente e o centenário do autor portenho | Foto: Reprodução / CP

Suplemento lembra os 60 anos de morte do presidente e o centenário do autor portenho | Foto: Reprodução / CP

  • Comentários
  • Luiz Gonzaga Lopes / Correio do Povo

Duas figuras importantíssimas para a política e para a literatura no Século XX são objetos de artigos no Caderno de Sábado do Correio do Povo, que circula amanhã. Para lembrar os 60 anos do tiro no próprio peito de Getúlio Vargas, em 24 de agosto de 1954, que atingiu em cheio o Brasil da segunda metade do século passado, o suplemento conta com uma entrevista de Juremir Machado da Silva com um dos proeminentes biógrafos de Getúlio, Fernando Jorge, de 86 anos, autor de "Getúlio Vargas e seu Tempo, um Retrato de Luz e Sombra", além de artigos do escritor Alcy Cheuiche e do bisneto de Getúlio, Jonathan Vargas, que fala das marcas que o suicídio deixou na família Vargas.

A outra figura essencial abordada pelo caderno é o argentino nascido na Bélgica, Julio Florencio Cortázar, com certeza um dos três maiores autores em língua hispano do século XX, autor de um dos mais engenhosos livros da história da literatura, "Rayuela" ("O Jogo da Amarelinha"), de 1963.

Cortázar nasceu em 26 de agosto de 1914 e morreu em 1984. Artigos de especialistas gaúchos como as professoras da Ufrgs, Liliam Ramos e Karina Lucena e do músico e tradutor Sérgio Karam, responsável pela seleção e apresentação dos contos de Cortázar na antologia "A autoestrada do sul" (L&PM, 2013). O CS também fala da parceria dos músicos Diogo Nogueira e Hamilton de Holanda, que lançam o disco "Bossa Negra", em matéria de Daniel Soares, além da agenda de teatro, cinema, artes visuais, música e literatura.

Bookmark and Share