Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

  • 30/08/2014
  • 12:24
  • Atualização: 12:28

Paul McCartney se posiciona contra independência da Escócia

Referendo sobre permanência do país no Reino Unido ocorrerá em 18 de setembro

Paul McCartney defende que o país permaneça no Reino Unido | Foto: Ricardo Giusti / CP

Paul McCartney defende que o país permaneça no Reino Unido | Foto: Ricardo Giusti / CP

  • Comentários
  • AFP

O ex-Beatle Paul McCartney se posicionou neste sábado contra a independência da Escócia, ao assinar uma carta aberta na qual convoca a população a votar para que permaneça no Reino Unido, por ocasião do referendo de 18 de setembro. A informação é dos organizadores da campanha "Let's Stay Together" (Vamos ficar juntos).

A carta foi publicada pela primeira vez no dia 7 de agosto na imprensa britânica, assinada por mais de 200 personalidades, entre elas o astro do rock Mick Jagger, o astrofísico Stephen Hawking e estrelas de Hollywood como Helena Bonham-Carter, Patrick Stewart ou Michael Douglas. Desde então, mais de 50 mil pessoas a assinaram, afirmam os patrocinadores do projeto.

"A decisão de abandonar nosso país (...) terá um impacto enorme sobre todos nós no Reino Unido. Queremos dizer a vocês até que ponto consideramos os laços de cidadania que compartilhamos e expressamos nossa esperança de que votarão para renová-la. O que nos une é mais forte que o que nos divide. Vamos ficar juntos", indica o texto que se dirige aos 4,2 milhões de residentes escoceses convocados a votar no dia 18 de setembro no referendo.


Bookmark and Share