Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

  • 07/07/2017
  • 14:29
  • Atualização: 15:09

Cinemateca Capitólio exibe clássicos de Ingmar Bergman restaurados

"O Sétimo Selo", "Morangos Silvestres" e "Gritos e Sussurros" ganham sessões a partir deste sábado

Victor Sjöström e Ingrid Thulin estrelam

Victor Sjöström e Ingrid Thulin estrelam "Morangos Selvagens" | Foto: Svensk Filmindustri / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A partir deste sábado a Cinemateca Capitólio Petrobras (Demétrio Ribeiro, 1085), em Porto Alegre, apresenta clássicos de um dos mais influentes e conceituados cineastas da história, Ingmar Bergman. Serão exibidos, do sueco que completaria 99 anos neste mês, "O Sétimo Selo", "Morangos Silvestres" e "Gritos e Sussurros", em versão restaurada. As sessões acontecem até o dia 13 de julho, com ingressos a R$ 16. Durante sua carreira, o diretor acumulou dezenas de prêmios, incluindo seis Globos de Ouro e três Oscars na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

"O Sétimo Selo", de 1957, conta a história do cavaleiro Antonius Block, que retorna das Cruzadas para uma Suécia devastada pela peste negra e pela Inquisição. Ao seu redor apenas sofrimento e destruição. Em suas andanças, Antonius encontra a morte, que o desafia para uma partida de xadrez. "Morangos Silvestres", do mesmo ano, venceu o Globo de Ouro e o Festival de cinema de Berlim, nas disputas de melhor Filme Estrangeiro. Na trama, Isak Borg, respeitado professor de Medicina, é convidado por sua universidade de formação para a cerimônia de comemoração de seus 50 anos de carreira. Ele viaja com a sua nora, que passa por uma crise em seu casamento, e durante o percurso é obrigado a enfrentar o vazio de sua existência.

Já "Gritos e Sussuros", de 1972, venceu o Oscar de Melhor Fotografia. Em uma casa no campo, uma mulher está bastante enferma e recebe cuidados de duas irmãs e de uma empregada da família, que precocemente perdeu sua filha e por isso extravasa seu amor de mãe, dando o maior carinho possível para aquela moça tão debilitada. Dentro deste contexto, lembranças, frustrações e imaginações em um misto de amor e ódio surgem no interior de cada pessoa.

O sábado também marca a pré-estreia de "Visita ou Memórias e Confissões", filme testamento do português Manoel de Oliveira, realizado nos anos 1980 e exibido apenas após sua morte, há dois anos, e "Beduíno", a mais nova obra do mestre do brasileiro Julio Bressane, com Alessandra Negrini e Fernando Eiras no elenco. Neste último, um curioso casal de dramaturgos leva a vida através da arte, onde cada um dos atos das suas existências representam certa conexão entre a vida real e o que é encenado. Com repetições e múltiplas representações entrelaçadas, dentro de um cenário de luz e sombras, a esperança e o desespero se misturam. Exibição em DCP.

Confira a programação:

08/07:

15h – "Visita ou Memórias e Confissões"

16h30min – "Beduíno"

18h – "Morangos Silvestres"

20h – "Gritos e Sussurros"

09/07:

15h – "Visita ou Memórias e Confissões"

16h30min – "Beduíno"

18h –  "O Sétimo Selo"

20h – "Gritos e Sussurros"

11/07:

15h – "Visita ou Memórias e Confissões"

16h30min – "Beduíno"

18h – "O Sétimo Selo"

20h – "Morangos Silvestres"

12/07:

15h – "Visita ou Memórias e Confissões"

16h30min – "Beduíno"

18h – "Morangos Silvestres"

20h – "Gritos e Sussurros"

13/07:

15h – "Visita ou Memórias e Confissões"

16h30min – "Beduíno"

18h – "O Sétimo Selo"