Porto Alegre

8ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Julho de 2017

  • 11/07/2017
  • 11:31
  • Atualização: 11:52

45º Festival de Cinema de Gramado anuncia longas em competição

Edição que ocorre entre 17 e 26 de agosto também já tem seus homenageados

Curadores do festival anunciaram selecionados em coletiva nesta terça-feira | Foto: Lou Cardoso / Especial / CP

Curadores do festival anunciaram selecionados em coletiva nesta terça-feira | Foto: Lou Cardoso / Especial / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

* Com informações de Lou Cardoso

O Festival de Cinema de Gramado anunciou na manhã desta terça-feira, em coletiva de imprensa realizada na Cinemateca Capitólio Petrobras, em Porto Alegre, os longas em competição nesta 45ª edição. Neste ano, o evento ocorre entre os dias 17 a 26 de agosto na Serra gaúcha.

Entre os longas em disputa, serão sete títulos nacionais e sete internacionais. Conforme a organização do festival, a proposta do constante diálogo entre as diferentes expressões do fazer cinematográfico está diretamente refletida na mostra competitiva de longas brasileiros, que é formada inteiramente por títulos inéditos e traz, em primeira mão no circuito nacional, produções nacionais que viajaram internacionalmente por festivais como Berlim e Cannes, ao mesmo tempo em que realiza a estreia mundial de obras que escolheram Gramado como sua plataforma de lançamento. 

"Tentamos acompanhar o mito Gramado, porque é uma lenda. Tentamos fazer um festival pegando variedade de gênero, mas para melhor possível daquele momento. Ano passado fomos atrás daquelas comédias que eram boas. Este ano os diretores vieram atrás da gente", disse o curador Rubens Ewald Filho. "Quando você pode juntar uma coisa inédita e de qualidade, é uma coisa muito boa", complementou. O curador Marcos Santuario ainda destacou que "é uma grande alegria ver Gramado como um palco desejado do cinema brasileiro".

Além disso, esta edição comemorativa celebra também o cinema latino-americana, já que em 2017 são celebrados os 25 anos da internacionalização do Festival. Em meio a isso, um recorde já dá a tônica para a mostra estrangeira deste ano: superando os números da última edição, são dez os países representados na competição, reforçando os fortes laços criados entre as cinematografias latinas em suas coproduções.

A programação de longas do 45º Festival de Cinema de Gramado ficará a cargo de “João, o Maestro”, do diretor Mauro Lima (“Tim Maia”, “Meu Nome Não é Johnny”). O filme será exibido hors-concours no dia 18 de agosto. Estrelada por Alexandre Nero, a produção é baseada na vida do pianista brasileiro João Carlos Martins, um dos poucos músicos a gravar a obra completa de Bach. Os atores Rodrigo Pandolfo, Alinne Moraes e Caco Ciocler também fazem parte do elenco.

Os títulos nacionais em disputa são:

"A Fera na Selva (SP), de de Paulo Betti, Eliane Giardini e Lauro Escorel;

"As Duas Irenes (SP), de Fábio Meira;

"Bio" (RS), de Carlos Gerbase;

"Como Nossos Pais" (SP), de Laís Bodanzky;

"O Matador (PE), de Marcelo Galvão;

"Não Devore Meu Coração!" (RJ), de Felipe Bragança;

"Pela Janela" (Brasil/Argentina), de Carolina Leone. 

Os títulos estrangeiros em disputa são:

"Los Ninõs" (Chile/Colômbia/Holanda/França), de Maite Alberdi;

"Pinamar" (Argenina), de Federico Godfrid;

"El Sereno" (Uruguai), de Oscar Estévez & Joaquín Mauad;

"Sinfonia para Ana" (Argentina), de Virna Molina e Ernesto Ardito;

"El Sonido de las Cosas" (Costa Rica), de Ariel Escalante;

"La Ultima Tarde (Peru), de Joel Calero;

"X500" (Colômbia/Canadá/México), de Juan Andrés Arango.

Curtas

Os 14 curtas nacionais em disputa já haviam sido revelados na semana passada, mas nesta foram conhecidos os curtas-metragens gaúchos em competição (Prêmio Assebleia Legislativa). Confira:

"10 Segundos" (Canoas), de Thiago Massimino;

"1947" (Porto Alegre), de Giordano Gio;

"Através de Ti" (Santa Cruz do Sul), de Diego Tafarel;

"Bicha Camelô" (Pelotas), de Wagner Previtali;

"Cores de Bissau" (Porto Alegre), de Maurício Canterle;

"Gestos" (Porto Alegre), de Alberto Goldim e Júlia Cazarré;

"Kátharsis" (Caxias do Sul), de Mirela Kruel;

"Luna 13" (Porto Alegre), de Filipe Barros;

"Mãe dos Monstros" (Porto Alegre), de Julia Zanin de Paula;

"Secundas" (Porto Alegre), de Cacá Nazario;

"Sena, Os Fios em Prosa" (Porto Alegre), de Marcelo da Rosa Costa e Cacá Sena;

"Sob Águas Claras e Inocentes" (Porto Alegre)”, de Emiliano Cunha;

"Solito" (Porto Alegre), de Eduardo Reis;

"Telentrega" (Porto Alegre), de Roberto Burd.

Homenagens:

Entre as homenagens de 2017, Dira Paes receberá o troféu Oscarito, destinado a grandes atores da cinematografia brasileira. A atriz paraense já recebeu em 2003 o Kikito, como melhor atriz coadjuvante, pelo longa "Noite de São João", e em 2011 como melhor atriz pelo curta "Ribeirinhos do Asfalto". Como já havia sido anunciado, Otto Guerra receberá o troféu Eduardo Abelin.

Já Kikito de Cristal, dedicado a expoentes do cinema latino-americano, será entregue à atriz argentina Soledad Villamil. Seu maior hit veio em 2009, quando ela atuou em "O Segredo dos Seus Olhos", célebre longa argentino vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro. A relação de Villamil com o cinema, no entanto, começou ainda na década de 1990 e ela também acumula trabalhos no teatro e na televisão. Com mais de 50 produções ao longo da carreira, Antônio Pitanga receberá o Troféu Cidade de Gramado.