Porto Alegre

14ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 22 de Outubro de 2017

  • 09/05/2017
  • 12:50
  • Atualização: 12:55

"Espelho no espelho" traz obras inéditas do paulista Carlos Fajardo a Porto Alegre

Mostra reúne oito trabalhos do artista no Instituto Ling

Mostra reúne oito trabalhos do artista no Instituto Ling | Foto: Wallace Masuko / Divulgação / CP

Mostra reúne oito trabalhos do artista no Instituto Ling | Foto: Wallace Masuko / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Inaugura nesta quarta-feira em Porto Alegre a exposição "Espelho no espelho", com obras inéditas do paulista Carlos Fajardo. A mostra reúne oito trabalhos do artista, um dos mais atuantes no país, entre fotografias, esculturas e instalações. Todos foram criados especialmente para serem apresentados no Instituto Ling (João Caetano, 440), onde podem ser conferidos até o dia 5 de agosto. A visitação ocorre de segundas a sextas, das 10h30min às 22h, e aos sábados, das 10h30min às 20h. A entrada é gratuita.

Com curadoria de Henrique Xavier, Fajardo trabalha nesta exposição com materiais como vidros, espelhos e superfícies reflexivas, transparentes e coloridas, combinadas entre si e também associadas a fotografias de grandes dimensões, delicados tecidos, caixas e estruturas tridimensionais. Através deste conjunto de materiais e por meio de um jogo entre reflexões e transparências, as obras produzem labirintos estéticos para a percepção do espectador, que vê sua imagem refletida nas obras. Ao mesmo tempo, os trabalhos formam um conjunto coeso que reflete a si mesmo e interage com o ambiente da galeria, criando um diálogo entre as obras e espaço.

Carlos Fajardo nasceu em 1941 em São Paulo, onde vive e trabalha. Em 1966 participou da criação do Grupo Rex, com Wesley Duke Lee, Nelson Leirner, Frederico Nasser, Geraldo de Barros e José Resende. Foi coeditor, com Wesley Duke Lee, do jornal Rex Time. Em 1970, com Luiz Paulo Baravelli, Frederico Nasser e José Resende, fundou a Escola Brasil. Ao longo de sua carreira, participou de diversas exposições importantes no Brasil e no exterior e desde 1996 é professor doutor do Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.