Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 21 de Outubro de 2017

  • 27/09/2017
  • 16:27
  • Atualização: 16:42

Nova exposição da Fundação Iberê Camargo debate tropicalidade e identidade nacional

“Vivemos na melhor cidade da América do Sul" tem visitação até o dia 17 de dezembro

"Baby", de Caetano Veloso, inspira mostra coletiva que repercute os 50 anos do tropicalismo | Foto: Carlos Vergara / Reprodução / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Fundação Iberê Camargo (Padre Cacique, 2000), em Porto Alegre, inaugura no sábado uma exposição que apresenta obras de mais de 32 artistas e investiga noções contraditórias de tropicalidade, identidade nacional, corpo e violência, partindo da paisagem estética e política do Rio de Janeiro. A mostra “Vivemos na melhor cidade da América do Sul", inspirada na música "Baby", de Caetano Veloso, exibe pinturas, esculturas, fotografias, instalações, vídeos e performances que especulam sobre o mito da "cidade maravilhosa". Os trabalhos poderão ser visitados até o dia 17 de dezembro.

Embora a máxima que nomeia a exposição" permaneça até hoje como uma grande dúvida - Caetano Veloso não apenas omite da letra qual seria esta cidade como também vivia em São Paulo quando escreveu a canção -, os curadores Bernardo José de Souza e Victor Gorgulho decidem adotar o Rio de Janeiro. Para eles,"ao relativizar a imagem consolidada nos cartões postais, a mostra ora reforça as tintas idílicas que banham o Rio, ora mapeia as zonas cinzentas do espaço urbano e da geografia natural que funcionam como suposta síntese do Brasil".

Em paralelo à exposição, os programas públicos que acompanham a mostra também buscarão tensionar percepções diversas sobre Porto Alegre, os gaúchos e sua realidade multicultural, muitas vezes relegada à sombra do passado e da tradição. Essas atividades incluem seminários, ciclos de cinema, debates, música, performances e atividades em diálogo com outros campos do conhecimento.

O seminário proposto pela Fundação Iberê Camargo para este novo projeto - Sob o sol dos trópicos: prazer e violência na esfera contemporânea – terá início dia 14 de outubro e conta com participação de Pablo León de la Barra, atual curador do MAC Niterói e curador do Museu Solomon R. Guggenheim para a fase latino-americana da Guggenheim UBS MAP Global Art Initiative. Outros nomes já confirmados para o seminário são Lisette Lagnado e Fausto Fawcett.