Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 21 de Outubro de 2017

  • 08/10/2017
  • 11:22

Gabrielle Union conta sobre estupro sofrido quando era adolescente

Relatos completos foram escritos em um novo livro que será lançado no dia 17

Relatos completos da atriz foram escritos em um novo livro que será lançado no dia 17 | Foto: Reprodução / Facebook / CP

Relatos completos da atriz foram escritos em um novo livro que será lançado no dia 17 | Foto: Reprodução / Facebook / CP

  • Comentários
  • AE

A atriz norte-americana Gabrielle Union, estrela das comédias românticas "10 Coisas que eu odeio em você" e "As apimentadas", contou ter sido abusada sexualmente aos 19 anos e ter sofrido abortos durante várias tentativas de engravidar. Os relatos completos foram escritos em seu novo livro, "We're Going To Need More Wine" ("Nós vamos precisar de mais vinho" em tradução livre), que será lançado nos Estados Unidos, no dia 17 de outubro.

Durante o seu período de faculdade, Gabrielle foi estuprada, sob ameaça de uma arma, por um desconhecido na loja em que trabalhava. Ela conta que uma das lembranças que têm da época é do olhar de seu pai quando ele descobriu que ela havia sido violentada. "O jeito que o meu pai me olhou depois [de saber o que tinha acontecido] ainda é um pesadelo...O olhar era de: Danificada. Vítima. Culpa. Medo. Eu era a jovem que você poderia se gabar. Eu tinha boas notas. Eu era uma atleta perfeita. Blá, blá, blá. E, naquele momento, eu estava danificada".

O acusado foi condenado e fechou um acordo para cumprir 33 anos na prisão. Abortos Aos 44 anos, a atriz, que é casada com o jogador de basquete, Dwayne Wade, também conta ter sofrido 8 ou 9 abortos. "Por três anos, meu corpo foi prisioneiro de tentativas de engravidar. Eu vivia entre estar prestes a fazer fertilização in vitro ou saindo de uma".

Gabrielle ainda fala sobre a pressão que as mulheres sentem em relação à gravidez. "As pessoas se sentem no direito de perguntar: 'você quer ter filhos?'. E as mulheres, especialmente as que têm problemas de fertilidade, apenas respondem 'não', porque é muito mais fácil do que ser sincera e se abrir sobre o que está acontecendo. As pessoas têm boas intenções, mas não têm ideia dos danos e frustrações que podem causar", diz.


TAGS »