Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

  • 05/05/2017
  • 13:58
  • Atualização: 14:31

Morre o sambista Almir Guineto, fundador do grupo Fundo de Quintal

Artista tinha 70 anos e teria sofrido complicações por problemas renais e diabetes

Artista tinha 70 anos e teria sofrido complicações por problemas renais e diabetes | Foto: Facebook / Reprodução / CP

Artista tinha 70 anos e teria sofrido complicações por problemas renais e diabetes | Foto: Facebook / Reprodução / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

* Com informações do R7

Morreu nesta sexta-feira o sambista Almir Guineto, um dos fundadores do grupo Fundo de Quintal. Ele tinha 70 anos e estava internado no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, na zona Norte do Rio de Janeiro, havia algumas semanas.

Conforme nota publicada no facebook do artista, ele teria tido "complicações trazidas por problemas renais crônicos e diabetes". "A família do cantor agradece pelas orações e o carinho de todos os fãs e admiradores", diz ainda o texto. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.

Almir de Souza Serra, mais conhecido como Almir Guineto, nasceu em 12 de julho de 1946 no Rio de Janeiro. O sambista e compositor foi criado no Morro do Salgueiro e conviveu com o samba desde a infância. Seu pai, Iraci de Souza Serra, era um famoso violinista e era integrante do grupo Fina Flor do Samba. Sua mãe, Nair de Souza, era costureira da Acadêmicos do Salgueiro. Aos 16 anos, o sambista entrou para o grupo Originais do Samba, fundado por seu irmão mais velho, Francisco de Souza Serra, mais conhecido como Chiquinho, e tocou até os 26 anos. 

No início dos anos 1980, muito incentivado por Beth Carvalho, fundou o grupo Fundo de Quintal ao lado dos companheiros Bira, Jorge Aragão, Neoci, Sereno, Sombrinha e Ubirany. Porém, a parceria durou pouco e ele saiu logo após a gravação do primeiro LP, "Samba é no Fundo de Quintal", e partiu para a carreira solo. 

Ao longo de sua trajetória, também fez parceria com os principais nomes do samba no país. Entre as músicas mais conhecidas de Almir, estão "Caxambu", "Mel na Boca", "Lama nas Ruas" e "Conselho".