Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Julho de 2017

  • 18/05/2017
  • 13:16
  • Atualização: 13:37

Músicos lamentam a morte de Chris Cornell

Cantor tinha 52 anos e faleceu nessa quarta após um show em Detroit

Cornell se apresentou no Brasil no final do ano passado | Foto: Vinicius Grosbelli / Divulgação / CP

Cornell se apresentou no Brasil no final do ano passado | Foto: Vinicius Grosbelli / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A morte do cantor Chris Cornell surpreendeu fãs e o mundo da música. Vocalista do Audioslave e do Soundgarden, além de um dos integrantes do "supergrupo" Temple of the Dog, ele tinha 52 anos e faleceu nessa quarta-feira, de causa ainda não divulgada oficialmente.

Assim que a morte de Cornell foi confirmada, diversos músicos usaram as redes sociais para lamentar e prestar homenagens ao cantor. Jimmy Page foi um dos primeiros a se manifestar. Pelo Twitter, ele publicou uma foto do artista com a seguinte legenda: "RIP Chris Cornell. Incrivelmente talentoso. Incrivelmente jovem. Incrivelmente 'fará falta'" (em tradução livre).

Fundador do Kiss, Paul Stanley se disse "atordoado" ao saber do ocorrido. "A perda da música. Mais ainda, sua família perdeu um pai e um marido". Joe Perry, do Aerosmith, também lamentou a morte de Cornell: "uma triste perda de um grande talento para o mundo, seus amigos e familiares. Descanse em paz". 

Jimmy Chamberlin, baterista que ficou mais conhecido por seu trabalho no The Smashing Pumpkins, descreveu Cornell como "um dos maiores cantores de nossa geração e uma alma amável". Elton John também fez sua manifestação, afirmando estar chocado e entristecido pela morte súbita de o artista. "Um grande cantor, compositor e o homem mais bonito", escreveu.

Frank Bello, baixista do Anthrax, deixou seu apoio aos amigos e familiares do cantor. "Tão triste em ouvir essa notícia... Meus pensamentos e orações estão com sua banda e família". Já Glenn Hughes comentou: "tão triste que perdemos outro ser humano talentoso hoje. Descanse em paz, irmão".

Jeff Stinco, do Simple Plan, destacou a importância de Chris Cornell em sua formação. "Eu cresci ouvindo sua música. Eu usava camisas de flanela e coturnos porque você fazia isso. Assistia aos seus vídeos repetidas vezes", disse. Sebastian Bach também lembrou histórias com o artista. "Lágrimas nos meus olhos que este é o seu último tweet. Nós tocamos aqui em 1992", disse em referenência à última publicação de Cornell na rede social, que mostra a fachada do Fox Theatre, em Detroit, onde ele realizou seu último show, nesta quarta, junto ao Soundgarden.

Tom Morello, um dos integrantes do Audioslave, fez uma das mais recentes homanegens a Cornell. Pelo Instagram, ele publicou uma foto ao lado do cantor e legendou: "Eu te amo, irmão. Obrigado por sua amizade, seu humor, seu intelecto e seu talento singular e incomparável. Foi uma grande honra conhecê-lo como um amigo e como colega de banda. Estou devastado e profundamente entristecido por você ter partido, querido amigo, mas seu poder de rock desenfreado, melodias delicadas e soturnas e a lembrança do seu sorriso estão conosco para sempre. Sua bela voz e sua bela pessoa sempre estarão em meu coração. Deus te abençoe e abençoe a sua família".