Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

  • 04/08/2017
  • 13:18
  • Atualização: 13:58

Relembre canções que marcaram a trajetória de Luiz Melodia

Ícone da MPB, cantor lançou 16 discos ao longo da carreira

Artista tinha 66 anos e morreu nesta sexta decorrência de um câncer na medula | Foto: Facebook / Reprodução / CP

Artista tinha 66 anos e morreu nesta sexta decorrência de um câncer na medula | Foto: Facebook / Reprodução / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O cantor Luiz Melodia, ícone da Música Popular Brasileira (MPB), morreu nesta sexta-feira, aos 66 anos, em decorrência de um câncer na medula. Ao longo de sua trajetória e dos 16 discos lançados, o artista colecionou sucessos, começando pelo clássico "Pérola Negra", que faz parte do álbum homônimo que marcou sua estreia, de 1973.

Em 1975, o artista foi finalista do "Festival Abertura", da TV Globo, com a música "Ébano".

Um ano depois, veio "Maravilhas Contemporâneas", que traz faixas como "Veleiro Azul" e "Juventude Transviada". 

"Mico de Circo", de 1978, mostra faixas como "Presente Cotidiano", "O Morro Não Engana", "Fadas" e "Onde O Sol Bate e Se Firma".

Na década de 1980, o artista lançou quatro discos: "Nós" (1980), "Felino" (1983) , "Decisão" ( 1987) e "Claro" (1988), que consolidaram sua carreira. Mas um de seus maiores sucessos chegou ao público em 1991, com uma regravação de "Codinome Beija-Flor", de Cazuza, no álbum "Pintando o Sete".

Quatro anos mais tarde, Melodia lançou "Relíquias", que trouxe versões de canções antigas e inéditas como "Com Muito Amor e Carinho".

Na década de 1990, o artista ainda apresentou "14 Quilates" e o "Acústico ao Vivo", com músicas de outros compositores consagrada na voz inconfundível de Melodia, como "Diz Que Fui Por Aí", de Zé Keti. 

Os anos 2000 chegaram com quatro trabalhos do cantor, "Retrato do artista quando coisa" (2001), "Luiz Melodia Convida" (2003), "Estação Melodia" (2007) e o "Especial MTV - Estação Melodia Ao Vivo". O último disco lançado por Melodia foi "Zerima", de 2014, repleto da classe e do suingue habituais do artista e com canções como "Cheia de Graça" e "Dor de Carnaval", que conta com a participação especial da cantora Céu.