Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 24 de Outubro de 2017

  • 10/08/2017
  • 17:09
  • Atualização: 17:43

Chris Cornell vai ganhar estátua em Seattle

Viúva do músico revelou que homenagem levará cerca de sete meses para ficar pronta

Artista morreu no dia 18 de maio | Foto: Shaun Tandon / AFP / CP

Artista morreu no dia 18 de maio | Foto: Shaun Tandon / AFP / CP

  • Comentários
  • AE e Correio do Povo

Quase três meses se passaram desde a morte de Chris Cornell, e a viúva do músico, Vicky, está trabalhando para preservar o legado do marido. Em entrevista ao Seattle Times, ela revelou que mandou construir uma estátua dele em Seattle. "Ele é um filho da cidade e vamos trazê-lo para casa e honrá-lo", afirmou. A homenagem deve demorar sete meses para ficar pronta e será realizada por Wayne Toth, responsável pela obra de Johnny Ramone no Hollywood Forever Cemetery, em Los Angeles.

"Ele já me deu um design e as crianças e eu adoramos", disse. Além da estátua, ela se comprometeu a doar 100 mil dólaras para o "Programa de Terapia Musical Chris Cornell", criado em julho. A organização presta cuidados a crianças que são abusadas, negligenciadas e quimicamente afetadas, e ensina aos pais a como cuidar e nutrir seus filhos. "Chris estava sempre interessado em proteger as crianças traumatizadas que sofreram abuso físico ou psicológico. Ele sempre sentiu que a música era uma maneira de curar até condições neurológicas e emocionais", comentou.

"Sua promessa era ajudar as crianças mais vulneráveis. Meu voto agora é manter sua promessa, e qual melhor maneira de honrar Chris e sua cidade natal do que criando um programa de música para ajudar esses bebês terem uma vida melhor?", continuou. Um mês antes de sua morte, Cornell visitou um campo de refugiados sírios e afegãos em Atenas, na Grécia. "Eu entendo que todos estão procurando respostas que façam sentido para nós. A verdade é que nunca terá sentido. Porque não deveria acontecer", disse Vicky, que é mãe de dois dos três filhos do artista.

"Ele nos amava tanto que é difícil imaginar a vida sem esse amor, então estamos nos segurando com o que temos. Não havia nada que ele não fizesse por nós. Se você fosse seu amigo, nem tempo nem distância importavam, ele estaria lá se você precisasse", complementou. O frontman do Soundgarden e do Audioslave cometeu suicídio em um quarto de hotel em Detroit no dia 18 de maio. Ele estava casado com sua segunda esposa desde 2004.