Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 18 de Fevereiro de 2018

  • 01/02/2018
  • 13:44
  • Atualização: 14:02

Marca dirigida por esposa de Weinstein cancela desfile em Nova Iorque

Marchesa não apresentará coleção outono na Semana de Moda e sim em um "formato renovado"

Chapman anunciou no início de outubro que deixaria o marido | Foto: Pascal Le Segretain / Getty Images North America / AFP / CP

Chapman anunciou no início de outubro que deixaria o marido | Foto: Pascal Le Segretain / Getty Images North America / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A marca de moda Marchesa, codirigida por Georgina Chapman, esposa do produtor de Hollywood Harvey Weinstein, cancelou seu desfile previsto na Semana de Moda de Nova Iorque. Marchesa anunciou nessa quarta-feira que apresentará sua coleção sob um "formato renovado", cinco meses depois que o produtor de Hollywood foi acusado por mais de uma centena de mulheres de abuso, agressão sexual e estupro.

Desde sua criação em 2004, Marchesa desfilou sobretudo em Nova Iorque, onde sua primeira aparição em passarelas remonta a setembro de 2006. Apesar da tempestade midiática em torno ao caso Weinstein, a britânica Georgina Chapman, de 41 anos, decidiu inicialmente manter o desfile na Fashion Week de fevereiro. Mas agora a marca resolveu cancelar o evento, previsto para o 14 de fevereiro.

Chapman anunciou no início de outubro, dias depois da revelação do escândalo, que deixaria seu marido de 10 anos, pai de seus dois filhos. A Marchesa, também codirigida por Keren Craig, é uma marca muito utilizada pelas estrelas de cinema, e muitas delas vestem suas criações no tapete vermelho. Mas atrizes como Felicity Hoffman - e Sienna Miller, segundo relatos da imprensa - denunciaram após o escândalo que Weinstein as obrigava a vestir Marchesa, sugerindo que se não fizessem isso suas carreiras seriam prejudicadas.