Porto Alegre

31ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

  • 28/04/2017
  • 16:58
  • Atualização: 17:10

Polêmica e controversa, "The Young Pope" estreia no Brasil neste sábado

Série fictícia sobre o mais jovem papa da história será transmitida pela Fox Premium

Jude Law interpreta Pio XIII, o primeiro papa americano da história | Foto: Gianni Fiorito / Divulgação / CP

Jude Law interpreta Pio XIII, o primeiro papa americano da história | Foto: Gianni Fiorito / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro em 2013 por “A Grande Beleza”, Paolo Sorrentino chega às televisões brasileiras com a polêmica série “The Young Pope” (O jovem papa, em tradução literal), que estreia neste sábado, às 22h, no canal pago Fox Premium. A trama, cuja primeira temporada foi exibida nos Estados Unidos no ano passado, narra o fictício papado de Lenny Belardo, que sob o nome de Pia XIII desafia os padrões da Igreja Católica. Vivido por Jude Law, ele é o primeiro americano a exercer essa função - e também a pessoa mais jovem da história -, além de fumar e ter uma personalidade atraente, mordaz e sedutora.

Na trama, ele é eleito com a ajuda de seu mentor, o Cardeal Michael Spencer (interpretado por James Cromwell), que desejava ter sido eleito para a posição. Astuto e ingênuo, conservador e moderno, inseguro e resoluto, irônico, pedante, amargurado e cruel, Pio XIII, enfrenta escândalos e intrigas que ocorrem nos bastidores da igreja, colocando em dúvida sua crença em Deus. Um de seus desafios é o Cardeal Voiello (Silvio Orlando), Secretário de Estado, que achava ser capaz de manipular Vossa Santidade para manter o poder. Ao perceber que não conseguirá colocar o plano em prática, ele ordena aos seus subordinados que investiguem o passado de Lenny em busca de algo que possa ser usado para chantageá-lo.

Coproduzida pela HBO (EUA), Sky Atlantic (Reino Unido) e Canal + (França), a minissérie de dez episódios foi classificado pelo jornal britânico The Independent como "ameaçadora" e "maravilhosa", além de descrever ainda a trama como "um House of Cards papal". Para as gravações, Law afirmou que fez algo que já não fazia desde criança: ler a Bíblia. "Não senti, no entanto, que estivesse aprendendo alguma coisa que me ajudasse com o papel. Acho que a minha relação com a Bíblia reflete, de certa forma, a minha relação com o catolicismo. Há momentos de incrível clareza e inspiração, e outros de incrível frustração e fúria", confessou ao jornal inglês The Guardian no ano passado.

“The Young Pope” tem ainda no elenco Diane Keaton, como a freira que criou o jovem órfão Pio XIII, e o espanhol Javier Cámara, entre outros. Em comemoração ao dia do trabalhador, a emissora está com o sinal aberto para todos os telespectadores assinantes dos serviços de TV a cabo em que a rede faz parte da grade. Os dez episódio exigiram um investimento de aproximadamente de 40,9 milhões de euros, tornando-a a produção televisiva italiana mais cara da história. A segunda temporada foi confirmada em outubro de 2016, antes mesmo da estreia da primeira.