Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

  • 21/09/2017
  • 09:20
  • Atualização: 09:36

Porto Alegre em cena tem dois solos de teatro

Confira as últimas atrações da 24º do festival, que termina neste domingo na Capital

Andrea Beltrão comemora 40 anos de trajetória, vivendo

Andrea Beltrão comemora 40 anos de trajetória, vivendo "Antígona" | Foto: Matheus José Maria / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Nos destaques do festival, “Antígona” celebra os 40 anos de carreira artística de Andrea Beltrão, no Theatro São Pedro (Praça da Matriz, s/n), com apresentações nesta quinta-feira e sexta-feira, às 21h. O texto de Sófocles traduzido por Millôr Fernandes ganhou dramaturgia e direção de Amir Haddad.

O clássico escrito há mais de 2 mil anos, mais precisamente em 441 a.C. ganha versão contemporânea, que aposta na simplicidade e despojamento, para destacar as palavras. A tragédia se desenrola a partir da árvore genealógica da protagonista, com seus descendentes e deuses do Olimpo, em que Zeus é o mais importante de todos. Ela traz como ponto de reflexão o conflito entre as leis dos deuses e as leis dos homens. Filha de Édipo e Jocasta, Antígona quer enterrar com dignidade seu irmão, Polinice. Mas para isso desafia e contraria o rei de Tebas, Creonte, que determinou que o corpo deveria ficar insepulto.

No Instituto Goethe, também nesta quinta e sexta-feira, às 21h, Luciano Mallmann apresenta “Ícaro”, texto de sua autoria, construído a partir de sua experiência pessoal e de depoimentos de cadeirantes. São seis histórias que têm como protagonistas pessoas que tiveram lesão medular, como o próprio ator, após um acidente, em 2004. Ficção e realidade se confundem, neste mosaico sobre a diversidade humana, em histórias sobre maternidade, sexualidade, superação, suicídio assistido, preconceito e abandono. A direção é assinada por Liane Venturella.