Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 06/07/2014
  • 12:01
  • Atualização: 12:10

Lewis Hamilton "recupera controle" e vence GP de Silverstone

Corrida foi interrompida por uma hora após acidente com Kimi Raikkonen

Lewis Hamilton

Lewis Hamilton "recupera o controle" e vence GP de Silverstone | Foto: Tom Goldolfini / AFP / CP

  • Comentários
  • Lancepress

Se o treino para o GP de Silverstone já foi confuso, imagina a corrida. Com duas voltas, a prova foi interrompida por mais de uma hora, após um acidente de Kimi Raikkonen logo na segunda curva. No fim, mais do mesmo: em sua casa, Lewis Hamilton, da Mercedes, subiu ao ponto mais alto do pódio.

A vitória reduz drasticamente a vantagem de Nico Rosberg na liderança do campeonato, já que o companheiro de equipe de Hamilton abandonou uma prova pela primeira vez no ano, com problemas no câmbio. Com isso, Rosberg lidera com apenas 4 pontos de vantagem.

Na segunda colocação, chegou o "finlandês voador" Valtteri Bottas, da Williams que, saindo da 14ª colocação, conseguiu uma incrível corrida de recuperação, com dezenas de ultrapassagens. Completando o pódio, Daniel Ricciardo, da Red Bull, confirmou sua boa fase e a vantagem sobre seu companheiro, Sebastian Vettel. Na quarta colocação, Jenson Button, da McLaren, seguido por Vettel e Fernando Alonso, da Ferrari.

Kevin Magnussen, da McLaren, foi o sétimo, seguido por Nico Hulkenberg, da Force India, e as duas Toro Rosso, com Daniil Kvyat e Jean-Eric Vergne, fechando os 10 primeiros colocados. Após correr e vencer em sua casa, Hamilton visita a de seu companheiro, o alemão Nico Rosberg. A 10ª etapa da Fórmula 1, acontece no circuito de Hockenheim, no próximo dia 20.

A corrida

O GP de Silverstone teve início e, após uma hora seguia com apenas duas voltas. O motivo? Logo na segunda curva, Kimi Raikkonen saiu da pista e, ao voltar, passou por um degrau e perdeu o controle do carro, batendo forte no muro.

Seu carro "chicoteou" de volta para a pista e atingiu o carro de Massa, quase levando uma Caterham junto. Com isso, a prova foi interrompida com bandeira vermelha e os pilotos se alinharam novamente no grid.

Na relargada, Alonso, Hamilton e Bottas começaram a escalar o pelotão. Demorou apenas duas voltas após a relargada para a Mercedes colocar seus dois carros na frente, com Rosberg em primeiro e Hamilton em segundo. Bottas passou a ser o sexto colocado, enquanto Alonso já era o oitavo.

Na altura da oitava volta, Alonso passou a ser investigado por largar (na primeira) fora do local de alinhamento, o que renderia uma punição ao piloto espanhol da Ferrari. A punição veio na 13ª volta, com um "stop & go" de 5 segundos.

O finlandês Valtteri Bottas seguia abrindo caminho e, após largar em 14º, já ocupava a quarta colocação já na 13ª volta e seguia em busca de Jenson Button pela terceira posição.

Alonso ultrapassou Magnussen e pulou para a quinta colocação, enquanto Vettel deixou ultrapassou Hulkenberg e já era o sétimo colocado.

Sem maiores dificuldades, na 17ª volta, Bottas ultrapassou Button e passou a ser o terceiro colocado na prova.

Na 21ª volta, Rosberg foi informado que tinha um problema de câmbio em seu carro, mas, ainda assim, conseguiu retirar três décimos de Hamilton e cravar o melhor tempo da prova, após voltar do pit stop com os pneus frios.

Na 25ª volta, Hamilton fez uma parada muito ruim e voltou 5 segundos atrás de Rosberg, mas veio com uma estratégia de apenas uma parada.

Com um problema de câmbio, Rosberg não conseguiu engatar a marcha para ultrapassar a Marussia, retardatária. Com isso, o alemão perdeu velocidade e foi obrigado a abandonar a prova, na 30ª volta.

O rendimento e velocidade de Bottas eram tão bons, que o piloto parou na 32ª volta e voltou apenas uma posição atrás de sua original, ocupada agora por Vettel.

A vantagem do alemão durou apenas duas voltas. Bottas deixou o tetracampeão para trás com uma facilidade incrível, se aproveitando do mau estado dos pneus de Vettel.

Na altura da 37ª volta, Vettel e Alonso passaram a brigar pela quinta colocação, com várias trocas de posições entre eles.

Na primeira posição, Hamilton colocou 41 segundos de vantagem sobre Bottas. A tranquilidade era tamanha, que Hamilton parou para colocar o mesmo tipo de pneu, ainda que sem necessidade, para aumentar a segurança de seu carro.

Tentando a ultrapassagem sobre Alonso, Vettel passava a reclamar no rádio das "fechadas" que tomava do espanhol, já que ele usava além do limite da pista para defender sua posição.

Magnussen, Hulkenberg, Kvyat e Vergne seguiam tranquilamente a prova, fechando as 10 primeiras posições. Enquanto os quatro primeiros se mantinham bem afastados, com Hamilton na liderança, Bottas em segundo, Ricciardo em terceiro e Button na quarta posição.

Na 48ª volta, Vettel conseguiu uma incrível ultrapassagem sobre Alonso, dividindo quatro curvas com o espanhol, que defendeu a posição de tal maneira, que Vettel reclamou no rádio: "Ele não pode fazer isso! Ele não me dá espaço!".
No fim, mesmo com a aproximação de Button, Ricciardo garantiu a terceira colocação, atrás de Valtteri Bottas e do vencedor da prova, em sua casa, o britânico Lewis Hamilton. Vettel foi o quinto, seguido por Alonso, Magnussen e Hulkenberg.


Bookmark and Share


TAGS » Esporte, Fórmula 1