Correio do Povo

Porto Alegre, 17 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
11ºC
Amanhã
14º 23º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

10/07/2014 09:41 - Atualizado em 10/07/2014 09:42

Grêmio pode utilizar esquema moderno com chegada de Fernandinho

Enderson Moreira já demonstrou desejo de montar formação sem centroavante

A chegada de Fernandinho é um acréscimo de qualidade inegável ao Grêmio, principalmente pelo que o atacante apresentou nos últimos meses no Atlético-MG. A contratação do jogador ainda representa a possibilidade do técnico Enderson Moreira colocar em prática uma formação mais moderna na equipe: atuar sem um centroavante fixo.

Apesar de não ser o histórico do treinador nos últimos anos, o comandante gremista admira e gosta do esquema mais utilizado atualmente no mundo: sem um camisa 9 de referência. Um exemplo dessa formação é a Alemanha, que joga com Muller como último atacante. O argentino Lionel Messi exerceu a função de "falso nove" quando o técnico Josep Guardiola estava no Barcelona. A ideia está fundamentada no atacante enfiado, mas que recua e busca espaços mais atrás e cria brechas para a entrada de outros jogadores com mais velocidade.

O esquema "moderno" pode ser colocado em prática com a chegada de Fernandinho. Em alguns treinamentos, Enderson testou a formação sem Barcos. Luan, Giuliano, Dudu e Alán Ruiz trabalhavam no setor ofensivo. Quando utilizou esta formação em um trabalho, os titulares marcaram dois gols diante dos reservas num treinamento que até então estava 0 a 0.

Com Fernandinho, o treinador tem ainda mais alternativas para formar o setor. Uma linha com Luan, Giuliano e Dudu, com Fernandinho posicionado mais à frente, poderia ser escalada. Ou com Luan mais avançado - jogou assim na base, como centroavante - e Fernandinho aberto por um dos lados. Outra alternativa seria a mudança de esquema para o 4-1-4-1, com a saída de um volante. Nesta hipótese, Barcos ficaria no time.

Pressão por time definido

Apesar de ser entusiasta do esquema, Enderson não dá mostras, pelo menos por ora, de que vá utilizá-lo. O técnico, porém, pode usar a formação em uma partida eventual, como estratégia específica de jogo. No entanto, a pressão da torcida em ter 11 titulares "escolhidos", sem rodízios, acaba desencorajando o treinador. Barcos é o capitão da equipe e um dos líderes do vestiário. E há também a chance do Pirata voltar a render com as novas parcerias.

A situação, porém, deve demorar um pouco a acontecer. Fernandinho deve ser apresentado ainda nesta quinta-feira, antes do treino da tarde, na Arena. Mas precisa de um período especial de atividades físicas, já que não estava treinando desde que deixou o Atlético-MG. Por isso, ainda não se tem uma previsão de estreia do atacante

Bookmark and Share


Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.