Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 10/07/2014
  • 21:47
  • Atualização: 21:48

Di María corre contra o tempo para disputar a final da Copa

Meia argentino tenta se recuperar de uma lesão muscular, sofrida contra a Bélgica

Di María fez treinos físicos nesta quinta-feira | Foto: Juan Mabromata / AFP/ CP

Di María fez treinos físicos nesta quinta-feira | Foto: Juan Mabromata / AFP/ CP

  • Comentários
  • AFP

O meia argentino Angel Di María não perde a esperança de disputar a final da Copa do Mundo contra a Alemanha neste domingo no Maracanã, em uma verdadeira corrida contra o relógio para superar a lesão muscular que o tirou da semifinal contra a Holanda.

Di María, que sentiu a lesão na coxa direita no primeiro tempo das quartas de final contra a Bélgica, fez nesta quinta-feira trabalhos físicos separado dos 22 companheiros na concentração argentina, na Cidade do Galo, perto de Belo Horizonte, informou à AFP.

"Di María treinou entre 60 e 80% no campo. É visível sua evolução. Vão continuar observando o dia a dia dele para ver se pode jogar", explicou o assessor de imprensa da seleção argentina, Andrés Ventura, nesta quinta-feira.

Após a emocionante vitória nos pênaltis sobre da Holanda na quarta-feira em São Paulo, a seleção argentina voltou aos treinos para a final de domingo, quando enfrentará a Alemanha.

'Fideo', autor do gol salvador nas oitavas de final contra a Suíça (1-0), "sofre de uma lesão muscular de grau um no músculo anterior da coxa direita", informou o médico da Argentina, Daniel Martínez.

O meia do Real Madrid, peça fundamental no sistema ofensivo da equipe do técnico Alejandro Sabella, foi substituído por Enzo Pérez na partida contra a Bélgica.

Na quarta-feira diante da Holanda, Di María acompanhou do banco de reservas os companheiros e logo enviou uma mensagem através das redes sociais para comemorar a ida à final.

"Obrigado por terem dado tudo de vocês no campo, como os 40 milhões que deram tudo fora dele. Orgulhoso de ser argentino!", tuitou Di María.

Com apenas 26 anos, Di María conquistou dois títulos de prestígio com a Argentina: o Mundial Sub-20 do Canadá, em 2007, e o ouro olímpico em Pequim-2008, onde marcou o único gol da final contra a Nigéria.

Bookmark and Share