Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 17/08/2014
  • 18:28
  • Atualização: 18:32

Cruzeiro goleia Santos e retoma liderança do Brasileirão

Marcelo Moreno, Ricardo Goulart e Julio Baptista marcaram os gols dos donos da casa

  • Comentários
  • Lancepress

No Mineirão, o Cruzeiro não tomou conhecimento do Santos e venceu por 3 a 0, com gols de Marcelo Moreno, Ricardo Goulart e Julio Baptista, reassumindi a liderença da competição. No sábado, a vitória do Inter sobre o Goiás havia deixado o Colorado na ponta de cima da tabela.

Com a vitória deste domingo, a Raposa saltou para os 33 pontos, abrindo dois de vantagem para o agora vice-líder Internacional. O Peixe, por sua vez, chegou à terceira derrota consecutiva no Brasileirão – Inter, Corinthians e Cruzeiro –, estacionou nos 20 pontos e caiu momentaneamente para a décima posição.

Santos e Cruzeiro voltam a jogar pela 16ª rodada do Brasileirão neste meio de semana. O Peixe recebe o Atlético-PR na Vila Belmiro, quarta-feira, às 19h30min. A Raposa joga novamente em casa, na quinta-feira, às 20h30min, contra o Grêmio.

O jogo
O Cruzeiro partiu para cima do Santos desde os primeiros minutos da partida. O forte quarteto ofensivo composto por Ricardo Goulart, Willian, Everton Riveiro e Marcelo Moreno não deu sossego para a dupla de zaga composta pelo jovem Bruno Uvini e o veterano Edu Dracena. Aos 24 minutos Everton Ribeiro cruzou, Marcelo Moreno desviou de cabeça e Ricardo Goulart, impedido, tentou, em vão, desviar. Aranha se atrapalhou e a bola entrou.

Após sofrer o gol, o Santos até cresceu no jogo, com boas jogadas armadas por Robinho. Leandro Damião e Thiago Ribeiro tiveram grandes chances, frente a frente com o goleiro Fábio. Ambos chutaram para fora.

No segundo tempo,  aos dois minutos da etapa final, Willian acertou grande passe para Ricardo Goulart. O artilheiro chutou, contou com a imobilidade de Aranha e se tornou ainda mais artilheiro: segundo gol do Cruzeiro na tarde e nono do camisa 28 no Brasileirão. Aos 43 minutos, Everton Ribeiro puxou fatal contra-ataque e deixou Julio Baptista na cara do gol. Aí não teve jeito: 3 a 0.

Bookmark and Share