Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 19/08/2014
  • 22:12
  • Atualização: 22:20

D’Alessandro lembra decisões contra São Paulo e vê Inter “maduro” no Brasileiro

De olho na liderança, Colorado recebe o tricolor paulista nesta quarta, 22h, no Beira-Rio

Argentino valoriza confrontos históricos contra a equipe paulista | Foto: Alexandre Lops / CP Memória

Argentino valoriza confrontos históricos contra a equipe paulista | Foto: Alexandre Lops / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Na briga para assumir a liderança do Brasileirão, o Inter recebe o São Paulo nesta quarta-feira, às 22h, no Beira-Rio. Capitão de Abel Braga, D’Alessandro concedeu entrevista após o treino desta terça onde lembrou de confrontos recentes com o tricolor paulista, como os das Libertadores de 2006 e 2010, e disse que espera que o Colorado consiga repetir o sucesso nesta partida que é fundamental para as pretensões no certame nacional.

“A gente teve sorte de fazer grandes jogos contra o São Paulo, em 2006, quando eu não fiz parte, e depois em 2010, quando garantimos classificação no Morumbi com 50 mil pessoas. Em Brasileiros ganhamos no Morumbi e também em casa. Ninguém entra como favorito em um confronto como este, mas temos que confiar no nosso trabalho. Dá para fazer um grande jogo e repetir esses grandes desempenhos que tivemos contra o São Paulo”, declarou.

Para enfrentar o São Paulo, o Inter vem de cinco vitórias seguida. Para D’Alessandro, o motivo da sequência é a maturidade que o time ganhou no Brasileirão. “Vejo o Inter como um time que foi crescendo na competição nestas 15 rodadas. A gente foi melhorando algumas coisas, nosso sistema defensivo melhorou muito. Não tomamos gols nos últimos cinco jogos. O nosso sistema ofensivo segue o mesmo. Não criamos tantas situações, mas aproveitamos as que temos”, disse D’Alessandro, que admitiu que o Inter contou com a sorte para vencer o Goiás no sábado.

“O fator sorte está nos acompanhando, não tenho vergonha de falar isso. A sorte é importante. A gente está aprendendo a jogar com inteligência, sabendo a hora de atacar e de controlar o jogo. Estamos tendo a tranquilidade para jogar, é um time mais maduro. Deu para ver isso contra o Goiás, quando não tivemos muitas chances de gol, mas ficamos bem posicionados, compactos. Tivemos a sorte no gol, mas tem a parte nossa de saber ler o jogo. Isso foi uma melhora importante”, completou.

Bookmark and Share