Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 21/08/2014
  • 07:19
  • Atualização: 07:44

Brasil vence China e segue na briga pelo Grand Prix

Seleção feminina fez 3 sets a 0 e Jaqueline foi destaque da partida

Jaqueline foi eleita a melhor jogadora da partida  | Foto: CBV / Divulgação / CP

Jaqueline foi eleita a melhor jogadora da partida | Foto: CBV / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Lancepress

Seguro, o Brasil se recuperou bem do primeiro e único golpe sofrido no Grand Prix de Vôlei. Nesta quinta-feira, a equipe comandada por José Roberto Guimarães bateu a China por 3 sets a 0, parciais de 25-23, 25-20 e 25-21, em Tóquio, e mostrou que segue viva na briga pela décima conquista do torneio. O país é o maior vencedor.

Com grande atuação da ponteira Jaqueline, responsável por 15 pontos e eleita a melhor atleta do duelo, a Seleção chegou a quatro pontos e lidera temporariamente a tabela, restando o jogo entre Japão e Turquia para fechar o dia. As turcas, que venceram as brasileiras no dia anterior, somam dois e podem assumir a ponta.

Outros destaques do Brasil foram a ponteira Feranda Garay, também com 15 acertos, e a oposto Sheilla, com 11. Pelo time chinês, a ponteira Liu Xiaotong anotou 13. A Seleção foi superior em todos os fundamentos, porém errou mais: foram 19 pontos cedidos, contra 14 das chinesas.

O Brasil volta à quadra na madrugada desta sexta-feira, quando encara a Bélgica, às 3h (de Brasília). As próximas adversárias chegaram à reta final após vencerem uma espécie de segunda divisão do campeonato.

Apesar do resultado, o começo de partida lembrou a Seleção da derrota do dia anterior. Erros de recepção preocupavam o comandante brasileiro. Mas o ataque correspondeu após a primeira parada técnica, principalmente das mãos de Sheilla e Thaisa. Com o passe na mão, Dani Lins conduziu o time ao triunfo, que só veio após um princípio de reação chinesa no final.

O Brasil teve que ter paciência no segundo set. A equipe comandada por Lang Ping liderou o marcador na primeira metade, fazendo 16-14 na segunda parada técnica. As bicampeãs olímpicas não saíram da cola. Se o saque não entrava com eficiência, pelo menos a China ajudou ao entregar dois pontos de graça. A partir de então, Sheilla assumiu a responsabilidade e encaminhou o 2 a 0.

A melhor exibição da equipe brasileira ficou para a terceira etapa. Mais alegres e confiantes, as comandadas de Zé Roberto sacaram melhor, principalmente com Thaisa. Lang Ping parou o jogo duas vezes, mas nada adiantou. Jaqueline cravou para fechar o jogo e receber o prêmio de melhor em quadra.

Bookmark and Share