Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

  • 22/08/2014
  • 12:13
  • Atualização: 12:17

Curso ajudará árbitros no ajuste de critérios para marcação de faltas

Instrutores da Fifa e juízes participarão de aulas no Rio de Janeiro

Curso ajudará árbitros no ajuste de critérios para marcação de faltas  | Foto: Fabiano do Amaral / CP Memória

Curso ajudará árbitros no ajuste de critérios para marcação de faltas | Foto: Fabiano do Amaral / CP Memória

  • Comentários
  • Lancepress

A falta de critérios uniformes para a marcação de faltas por parte da arbitragem brasileira será um dos pontos atacados no curso do qual participarão, a partir de segunda-feira, os árbitros integrantes do quadro da Fifa e de aspirantes, candidatos a receberem o escudo da entidade máxima do futebol mundial em 2015.

"Isso é uma coisa que eu tenho visto. Vamos falar sobre qual é o limite para uma disputa de bola. Não estamos querendo simplesmente diminuir o número de faltas. O jogo pode ter 60, mas desde que elas tenham ocorrido de fato. Do jeito que está, os jogadores e quem assiste acabam perdendo a referência. A tentativa é melhorar isso", explicou o representante brasileiro na comissão de arbitragem da Conmebol, Wilson Luiz Seneme.

O curso será realizado em Teresópolis, no Rio de Janeiro, em parceria entre Fifa e CBF, e os árbitros também receberão uma atualização a respeito das regras e recomendações. Além de Seneme, está prevista a participação de outros instrutores Fifa, como o uruguaio Jorge Larrionda e Antonio Pereira da Silva, além do preparador físico da entidade, Cristian Rosen, e da oficial de Desenvolvimento de Arbitragem da Fifa para América do Sul, Carolina Colman.

Segundo a CBF, os árbitros receberão instrução também sobre o uso da súmula eletrônica. Durante o período de trabalho, que será até 2 de setembro, haverá os testes para o quadro da Fifa, que tem duas vagas em aberto para árbitros principais, já que o próprio Seneme e Paulo César de Oliveira - que iniciaram o ano na relação - resolveram encerrar a carreira antes dos 45 anos.

Bookmark and Share