Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 24/08/2014
  • 18:13
  • Atualização: 18:17

Flamengo, fora de casa, derrota o Criciúma por 2 a 0

Eduardo da Silva e Mugni deixaram o banco de reservas para marcar os gols do rubro-negro

  • Comentários
  • Lancepress

E a estrela do técnico Vanderlei Luxemburgo brilhou mais uma vez. Saindo do banco de reservas, Mugni e Eduardo da Silva resolvem a partida para o Flamengo, na vitória por 2 a 0 diante do Criciúma, na tarde deste domingo, no Heriberto Hülse, em jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória rubro-negra é quarta consecutiva da equipe.
 
Com o resultado, a equipe carioca soma 21 pontos e ocupa a 11ª colocação. Já o time de Santa Catarina se complica ainda mais, na zona de rebaixamento. O próximo desafio do Tigre é pelo Campeonato Brasileiro, domingo que vem. O time catarinense encara o Sport, em Pernambuco. Já o Rubro-Negro encara o Coritiba, nesta quarta-feira, pelo primeiro jogo da quarta fase da Copa do Brasil.

Primeiro tempo
A opção do técnico Vanderlei Luxemburgo em colocar três homens de frente, fez com que o Flamengo tivesse total domínio de jogo durante quase todo o primeiro tempo. Entretanto, os rubro-negros não conseguiam transformar essa superioridade em gol. A maior chance da primeira etapa veio da cabeça do zagueiro Marcelo, que escorou após uma cobrança de escanteio. Já o lance de maior perigo da equipe catarinense veio aos 39, em um bate-rebate dentro da área.



Do banco para a consagração
O jogo, na segunda etapa, ficou um pouco mais aberto, com chances dos dois lados, só que nenhuma delas com muito perigo para os goleiros. Pelo Flamengo, a situação em campo desanimou Luxemburgo, que novamente colocou Eduardo da Silva e Mugni, que vem entrando e resolvendo nos últimos jogos.

O panorama, porém, não mudou em nada a efetividade do Flamengo, que continuou com mais volume de jogo, mas sem chances claras. Mas de tanto bater, o Rubro-Negro conseguiu furar o bloqueio do Tigre. Em um boa jogada de saída ao ataque, Eduardo da Silva rolou para Mugni, que sofreu a penalidade. E, com sabedoria, abriu o placar para o Flamengo. E como não podia ser diferente, o brasileiro naturalizado croata finalizou a conta, em um lance de oportunismo.

Bookmark and Share