Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

24/08/2014 18:29 - Atualizado em 24/08/2014 18:42

Grêmio mostrou o espírito que quero, comemora Felipão

Técnico destacou indignação para corrigir erros do primeiro tempo e vencer o Corinthians

Técnico destacou indignação para corrigir erros do primeiro tempo e vencer o Corinthians<br /><b>Crédito: </b> Fabiano do Amaral
Técnico destacou indignação para corrigir erros do primeiro tempo e vencer o Corinthians
Crédito: Fabiano do Amaral
Técnico destacou indignação para corrigir erros do primeiro tempo e vencer o Corinthians
Crédito: Fabiano do Amaral

Um jogo disputado e que viu o Grêmio superar um primeiro tempo ruim para buscar a vitória ganhou avaliação positiva de Felipão. O técnico e ídolo gremista elogiou a atitude dos jogadores, que fez lembrar os velhos tempos. "O que foi mostrado hoje é o espírito que sempre quis colocar nas equipes em que trabalho", comemorou após vencer o Corinthians neste domingo.

Felipão relatou que, mais do que os três pontos, a imposição no gramado trouxe uma avaliação positiva para o futuro. "Foi importante pelo espírito e forma que conseguimos vencer", avaliou.

Para o treinador, mesmo a discussão entre Fellipe Bastos e Barcos na saída do primeiro tempo foi importante para o resultado. "A forma como todos estão tentando acertar a equipe é essencial. Mesmo discutindo e brigando, é para a equipe melhorar no segundo tempo. Querem buscar os pontos que precisamos", definiu Felipão.

Ele também ressaltou a qualidade do adversário, que valorizou a atuação gremista. "Esse Corinthians que jogou aqui hoje é, das equipes que enfrentamos, a melhor", garantiu. "É forte, bem organizado e com um posicionamento em que todos sabem se movimentar", relatou o técnico.

Apesar do momento positivo, Felipão reforçou que ainda não é a hora da "tranquilidade" no grupo tricolor. "Calma só vamos ter quando ultrapassarmos os 45 pontos ou ganhar quatro ou cinco jogos seguidos", projetou. "Ainda estamos longe daquele bolo da classificação. Não podemos ter calma, pois ainda não existe um conhecimento completo do grupo e como podem reagir a uma provocação minha", reforçou o comandante gremista.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.