Porto Alegre, quarta-feira, 17 de Dezembro de 2014

  • 25/08/2014
  • 11:27
  • Atualização: 11:38

Barcelona admite irregularidade, mas considera punição da Fifa desproporcional

Sanção proíbe clube de contratar reforços nas próximas duas janelas de transferências

  • Comentários
  • Lancepress

O presidente do Barcelona, Josep María Bartomeu, reconheceu nesta segunda-feira que o clube cometeu irregularidades na contratação de jogadores menores de idade. No entanto, o dirigente considera desproporcional a sanção imposta pela Fifa, que proíbe os catalães de contratar reforços nas próximas duas janelas de transferências.

"Sabíamos que a Fifa iria ratificar o castigo. Cometemos algumas irregularidades no passado, mas sempre respeitamos o espírito dos regulamentos. Tínhamos consciência de que o caso iria acabar no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS). Apresentamos um recurso porque entendemos que a punição imposta foi desproporcional",  disse Bartomeu ao site do Barcelona.

O presidente afirmou também que a política de contratações para esta temporada foi pensada justamente tendo a punição como base. Bartomeu deixou claro que o Barça ainda poderá apresentar reforços até a data limite da janela, que é o dia 1º de setembro. "Faltam alguns dias para o encerramento do mercado e estamos atentos. Vamos ver o que acontece nos próximos dias",  explicou o presidente.

Nesta janela de transferências o Barcelona trouxe seis reforços. Chegaram os goleiros Ter Stegen e Bravo, os zagueiros Vermaelen e Mathieu, o meia Rakitic e o atacante Luis Suárez. Este último é, até o momento, a transação mais cara desta janela. O uruguaio custou 81 milhões de euros (R$ 243 milhões).

Bookmark and Share