Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 27/08/2014
  • 23:52
  • Atualização: 00:04

Inter perde para o Bahia por 2 a 0 e se complica na Sul-Americana

Colorado precisará vencer por três gols de diferença em Salvador para avançar para as oitavas

  • Comentários
  • Carmelito Bifano / Correio do Povo

Jogando em casa, o Inter perdeu para o Bahia por 2 a 0 na noite desta quarta-feira. A derrota obriga o Colorado a vencer o time baiano por três gols de diferença na partida marcada para o dia 4 de setembro, às 22h, na Arena Fonte Nova, para avançar para as oitavas de final da Copa Sul-Americana. Vitória por 2 a 0 leva a decisão por pênaltis.

Apesar das alterações, o time de Abel Braga voltou a ter dificuldades na criação das jogadas ofensivas e no sistema defensivo. No primeiro tempo, Valdívia, Wellington Paulista e Alex cobrando falta acertaram a trave do gol de Marcelo Lomba. Porém, o adversário foi mais competente e matou o jogo com um gol no final do primeiro tempo, com Lucas Fonseca, e a 43 segundos do segundo, com Diego Macedo.

No próximo sábado, o Inter vai ao Pacaembu enfrentar o Palmeiras, às 18h30min, em jogo válido pela 18ª rodada do Brasileiro. Já o Bahia enfrenta o Grêmio, na Arena, em Porto Alegre, no domingo, às 18h30min.

Pressão colorada

Frio, só fora de campo. Dentro do Beira-Rio, o jogo começou quente. O Inter foi para cima do Bahia. Logo a um minuto, Valdívia roubou a bola do zagueiro Titi, na entrada da área, e chutou forte. A bola bateu no travessão de Marcelo Lomba e saiu pela linha de fundo Aos cinco minutos, Wellington e Henrique se agarraram dentro da área e caíram. O árbitro uruguaio Christian Ferreyra entendeu como jogada normal e mandou seguir o jogo. Passado o sufoco, o Bahia adiantou a sua linha defensiva e passou a dividir os lances no meio de campo. Sobrava para o Inter os lances de fora da área. Wellington Paulista, aos 19, arriscou. A bola desviou no marcador e foi parar no poste esquerdo de Marcelo Lomba. O Bahia respondeu aos 30 minutos, quando Léo Gago bateu falta da intermediária e a bola passou próximo ao poste direito de Dida.

Ataque isolado

Apesar da mudança de centroavante, o time de Abel Braga voltou a demonstrar dificuldade na articulação das jogadas ofensivas. Sem D'Alessandro e Aránguiz, apagado, Valdívia e Alex não conseguiam criar jogadas para o isolado Wellington Paulista.

Gol baiano no finalzinho do primeiro tempo

No final do primeiro tempo, aos 42min, Lucas Fonseca se antecipou ao marcador e desviou de cabeça, na altura do primeiro poste, para o fundo da rede: 1 a 0. O Colorado tentou, nos acréscimos, o empate numa cobrança de
falta de Alex, aos 46 min. Da intermediária, ele mandou colocado. A bola explodiu no poste.

Gol baiano no começo do segundo tempo

Logo aos 43 segundos do segundo tempo, Henrique fez jogada de linha de fundo e cruzou. Diego Macedo, sem marcação, chutou para o fundo das redes: 2 a 0. Alguns jogadores do Inter reclamaram que a bola teria saído do gramado, antes do cruzamento, porém, o árbitro confirmou o gol.

O Inter respondeu aos seis minutos. Leandro, que entrou na vaga de Ygor, fez jogada pela lateral esquerda e passou para Valdívia na entrada da grande área. O meia chutou, mas a bola passou sobre o travessão do Bahia.

Aos 21 minutos, Abel Braga retirou Alex e colocou Alan Patrick. Porém, a alteração não surtiu efeito e o Inter seguiu com dificuldade de criar jogadas ofensivas e apresentando problemas defensivos. O Bahia voltou a preocupar aos 39 minutos. Rhayner fez jogada de linha de fundo e passou para Léo Gago. O volante bateu forte, mas a bola desviou na defesa e passou próximo ao travessão de Dida.

Sem força ofensiva e oportunizando contra-ataques para o adversário, o Inter não conseguiu diminuir a diferença no placar e vai em desvantagem enfrentar o Bahia, em Salvador, no dia 4 de setembro.

Copa Sul-Americana – 1º jogo da segunda fase


Inter (0)
Dida; Cláudio Winck, Ernando, Paulão e Alan Ruschel; Ygor (Leandro), Wellington, Aránguiz, Alex (Alan Patrick) e Valdívia; Wellington Paulista.
Técnico: Abel Braga.

Bahia (2)
Roniery; Lucas Fonseca, Titi e Pará; Rafael Miranda, Léo Gago, Diego Macedo (Fahel) e Emanuel Biancucchi (Rhayner); Rafinha (Guilherme) e Henrique.
Técnico: Gilson Kleina.

Gols: Lucas Fonseca (42 min/1ºT) e Diego Macedo (1min/2ºT)
Cartões amarelos: Emanuel Biancucchi e Titi (B) e Wellington Paulista, Wellington e Ernando (I)

Público total: 9.368
Renda: R$ 173.510,00

Árbitro: Christian Ferreyra, auxiliado por Miguel Nievas e Richard Trinidad (Todos do Uruguai)
Local: Beira-Rio.

Bookmark and Share