Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 28/08/2014
  • 12:11
  • Atualização: 12:41

Em busca de vantagem, diretor do Grêmio alerta para perigos do Santos

Rui Costa pediu apoio incondicional da torcida no jogo da Arena

Em busca de vantagem, diretor do Grêmio alerta para perigos do Santos | Foto: Luiz Fernando Menezes / Foto Arena / Folhapress / CP Memória

Em busca de vantagem, diretor do Grêmio alerta para perigos do Santos | Foto: Luiz Fernando Menezes / Foto Arena / Folhapress / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

O Grêmio entra em campo na noite desta quinta-feira para iniciar a luta pelo pentacampeonato da Copa do Brasil. O adversário das 20h, na Arena, é o Santos, que hoje conta com Robinho, contratado junto ao Milan. Os perigos da equipe paulistas são conhecidos do Tricolor e o diretor-executivo Rui Costa prevê um duelo complicado. "O Santos passa por um processo de reformulação, mas o nível de dificuldade será o mesmo que enfrentamos diante do Corinthians. Não se ganha do Santos por decreto. É preciso ter a consciência de que estamos diante de uma decisão de 180 minutos e que temos de buscar uma vantagem dentro de casa", afirmou em entrevista à Rádio Guaíba. 

Rui Costa destacou que o Grêmio espera ao menos 40 mil pessoas na Arena. O apoio incondicional da torcida pode fazer a diferença, segundo o diretor-executivo. "É um jogo em que nós vamos precisar do nosso torcedor. A competição pede isso e o momento do Grêmio pede isso. A conexão entre time e torcida precisa aumentar, principalmente porque ninguém está livre de ser surpreendido em partidas assim", declarou.

Para o dirigente gremista, o fato de o Inter estar vindo de três derrotas consecutivas não irá influir na atuação do Grêmio. "O torcedor vive esta dualidade e isso até pode motivá-lo a comparecer no estádio. No entanto, para quem está dentro de campo, a única coisa que interessa é o nosso trabalho durante a semana. É isso que nos dá convicção de que podemos realizar um grande jogo", acrescentou Rui Costa. 

Negociações encerradas

Rui Costa afirmou que as negociações com o Queens Park Rangers pelo zagueiro Bressan estão encerradas. Segundo o diretor-executivo, o clube inglês solicitou um prazo de espera para contar com o defensor e isso irritou a direção. "Nós recebemos a proposta e começamos a negociar. Depois disso, eles fizeram alguns pedidos que nosso entender não têm sentido e decidimos parar por aqui. Bressan fica e está feliz no Grêmio", garantiu.

Bookmark and Share