Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
22ºC
Amanhã
15º 21º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

28/08/2014 20:28 - Atualizado em 29/08/2014 08:31

“Não podemos mais errar”, admite Fabrício

Lateral-esquerdo ainda defendeu o esquema utilizado pelo Inter

Fabrício defendeu o esquema utilizado pelo Inter<br /><b>Crédito: </b> Alexandre Lops / Divulgação Inter / CP
Fabrício defendeu o esquema utilizado pelo Inter
Crédito: Alexandre Lops / Divulgação Inter / CP
Fabrício defendeu o esquema utilizado pelo Inter
Crédito: Alexandre Lops / Divulgação Inter / CP

A derrota para o Bahia nessa quarta-feira pela Sul-Americana foi a terceira seguida do Inter – perdeu para São Paulo e Atlético-MG pelo Brasileirão. Em busca de recuperação, o time encara o Palmeiras neste sábado, às 18h30min, no Pacaembu. Na reapresentação do elenco nesta quinta, o lateral-esquerdo Fabrício admitiu o momento ruim e afirmou que o Colorado não terá o direito de errar na partida contra o Verdão.

“No Campeonato Brasileiro é só você ter duas derrotas seguidas que já vai lá para baixo. Sabemos que não podemos errar mais. Tem que ter tranquilidade, saber que tem mais oportunidades. Não podemos nos desesperar e é isso que temos que fazer contra o Palmeiras”, admitiu.

Logo após a derrota para o Bahia, o centroavante Wellington Paulista, que substituiu Rafael Moura, fez críticas ao esquema colorado. O camisa 9 reclamou de jogar isolado no ataque. Questionado sobre o assunto, Fabrício lembrou dos bons momentos do time na temporada e disse que os meias não desaprenderam a entrar na área.

“Fizemos bastante gol este ano. Todo mundo entrava dentro da área, estava uma beleza. Agora não pode ter todo mundo desaprendido a entrar dentro da área. Espero que os companheiros entrem na área, ajudem o centroavante. É um ajudando o outro e só assim sairemos desta situação. Algumas vezes o lance é rápido e não dá tempo de ter alguém na área. Dependendo do lance já tem três ou quatro jogadores dentro da área. No lance do gol do Goiás nós tínhamos três jogadores lá dentro quando eu cruzei”, analisou.

Para encerrar, Fabrício projetou o jogo contra o Palmeiras, que vem em um momento pior que o Inter. Com apenas 17 pontos, o clube paulista só não está na zona de rebaixamento por ter mais vitórias que o Criciúma. Mesmo assim, o lateral-esquerdo colorado afirma que o Inter deve tratar o Alviverde como um adversário da parte de cima da tabela.

“Nós sabemos da situação do Palmeiras, mas temos que jogar como se eles estivessem em primeiro. Temos que esquecer que eles estão embaixo na tabela. Dentro de campo é 11 contra 11 e vence quem errar menos. Espero que seja a gente”, completou.

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.