Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 28/08/2014
  • 22:25
  • Atualização: 22:59

"Não é sorte ou azar, é qualidade", reconhece Felipão

Técnico destaca primeiro tempo e vê condições de Grêmio reverter o placar

Técnico destaca primeiro tempo e vê condições de Grêmio reverter o placar | Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação CP

Técnico destaca primeiro tempo e vê condições de Grêmio reverter o placar | Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Felipão teve todo o segundo tempo para esfriar a cabeça pela derrota do Grêmio contra o Santos, já que foi expulso no intervalo. Calmo na coletiva após a partida, ele citou o bom desempenho do Tricolor em volume de jogo, mas reconheceu o pouco desempenho nas finalizações. "Não é questão de sorte ou azar, é de qualidade na hora do arremate ou na hora da marcação. Todos sabemos", frisou.

O técnico foi irônico, entretanto, ao descrever o segundo gol do Santos, quando Lucas Lima botou a mão na bola no começo do lance. "Ali, o Santos teve mais qualidade em todos os níveis, até para dominar a bola com a mão, seguir em frente e fazer os gols", comentou.

Ele descartou, contudo, decretar qualquer tipo de terra arrasada pela missão complicada de fazer vários gols no jogo de volta, na Vila Belmiro. "Eles levam para casa um resultado interessante, mas não vejo como dizer que não temos condições de ganhar do Santos lá", avaliou.

"Tenho que passar à torcida nossa determinação e qualidade para chegar à frente do gol do adversário", salientou Felipão. "Tivemos cinco chances vivas. Se criarmos com um pouco de acerto a mais, estaremos satisfeitos", comentou.

Sobre o lance da expulsão, o técnico garantiu que não ofendeu ou pressionou o árbitro. "Não fiz reclamação nenhuma. Disse para ele olhar na TV o lance do segundo gol", relatou. "Pedi com educação, inclusive. Todo mundo sabe que eles podem olhar depois na TV e não sei porque estaria ofendendo o juiz", analisou.

Bookmark and Share