Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

  • 29/08/2014
  • 14:43
  • Atualização: 15:33

Aranha presta queixa por racismo em delegacia de Porto Alegre

Torcedora flagrada por câmera deve ser indiciada por injúria qualificada

Goleiro Aranha prestou depoimento nesta tarde em delegacia da Capital | Foto: Ricardo Giusti

Goleiro Aranha prestou depoimento nesta tarde em delegacia da Capital | Foto: Ricardo Giusti

  • Comentários
  • Correio do Povo

Vítima de racismo na partida contra o Grêmio nessa quinta-feira, o goleiro Aranha prestou queixa na 4ª Delegacia de Polícia na Zona Norte de Porto Alegre nessa sexta. De acordo com o delegado Herbert Moura Ferreira, o jogador do Santos afirmou que sofreu ofensas durante toda a partida e que elas se acirraram da metade para o final do segundo tempo. 

• Mulher suspeita de racismo na Arena do Grêmio é afastada do trabalho
• MP solicita abertura de inquérito policial após caso de racismo

O comissário da Polícia Civil Lindomar Souza destacou que as imagens das câmeras de segurança da Arena e das emissoras de televisão que transmitiram a partida serão solicitadas. “Ele (Aranha) relatou os fatos e representou criminalmente contra essas pessoas que aparecem nas imagens divulgadas na imprensa e estão sendo divulgadas nas redes sociais. Ele confirmou os fatos, que foi ofendido e nos deu orientação para identificar essas pessoas que estão sendo investigadas. As investigações vão ser baseadas nas imagens, que são uma prova muito forte. A partir do momento em que tivermos as identificações, nós indiciaremos esses responsáveis”, disse.

De acordo com a Polícias Civil, a torcedora Patrícia Moreira, que foi flagrada pelas câmeras da Espn Brasil chamando Aranha de macaco, irá responder por injúria qualificada. Ela ainda não foi intimida para prestar depoimento.

* Com informações do repórter Hygino Vasconcellos

Assista aos vídeos:







Bookmark and Share


TAGS » Grêmio, Futebol, Esporte