Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 29/08/2014
  • 16:22
  • Atualização: 16:36

Após punição no STJD, Kléber promete tentar 'manter a tranquilidade'

Atacante vascaíno desfalcará equipe cruz-maltina por três partidas

Kleber foi suspenso por três jogos, após empurrar o rosto de Gustavo, do Vila Nova | Foto: Marcelo Sadio/ vasco.com.br / Divulgação / CP

Kleber foi suspenso por três jogos, após empurrar o rosto de Gustavo, do Vila Nova | Foto: Marcelo Sadio/ vasco.com.br / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Lancepress

Após ser julgado e punido em três jogos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na tarde desta sexta-feira, o atacante Kléber lamentou o fato de desfalcar o Vasco em um momento crucial da Série B do Brasileiro, quando o time cruz-maltino briga para assumir a liderança.

O Gladiador foi enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva por conta de um desentendimento e um empurrão no rosto do zagueiro Gustavo, do Vila Nova.

"Realmente, algumas coisas temos de pensar e tomar cuidado. Espero que, durante a competição, consiga manter a tranquilidade. É difícil porque sou um cara que, quando entro em campo, dou o máximo e, às vezes, isso acaba acarretando em um comportamento que não é legal. Infelizmente, vou ficar alguns jogos sem ajudar o Vasco. Uma pena. São jogos importantes. Mas é é trabalhar e ver o que vai acontecer, se cabe recurso, se pode entrar com efeito suspensivo para eu poder ajudar",  disse.

Kléber salientou ainda que quem acabou prejudicado foi o Vasco por uma atitude dele e chegou a cogitar que uma punição individual pudesse ser a melhor solução.

"Não consegui me controlar em um lance e acabou acontecendo. Vou cumprir e tentar diminuir porque o Vasco não tem de ser prejudicado. Foi um momento meu, que acabei reagindo a uma provocação... Acaba punindo o clube, mas não sei se há um modo de punir um jogador só. Não sei... Uma multa, cesta básica. mas se tiver de ficar os três jogos, é torcer para os companheiros para continuarmos bem na competição", ressaltou.

Durante o julgamento, Kléber afirmou que, ao sair para o intervalo, um jogador do Vila Nova se encaminhou até ele para pedir desculpas por um lance e o zagueiro Gustavo, além de avisar ao companheiro que não deveria pedir desculpa, ainda xingou o Gladiador. Os dois acabaram se desentendendo e o jogador cruz-maltino empurrou o rosto do adversário.

Bookmark and Share