Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 29/08/2014
  • 21:23
  • Atualização: 21:43

Nilmar não rasga dinheiro, diz empresário

Orlando da Hora ressalta que atacante está livre para assinar e cita interesse do Brasil e da Europa

Nilmar treina em Porto Alegre enquanto aguarda a definição do futuro | Foto: Al-Rayyan / Divulgação / CP

Nilmar treina em Porto Alegre enquanto aguarda a definição do futuro | Foto: Al-Rayyan / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O empresário Orlando da Hora confirmou ao Correio do Povo nesta sexta-feira que Nilmar está livre para negociar o seu futuro. Segundo o representante, diversos clubes do Brasil e do exterior demonstraram interesse em contar com o jogador de 30 anos, porém, ressaltou a necessidade deles transformarem a intenção em propostas e que sejam dentro do padrão pretendido pelo atleta.

"Ele está livre. Se quiser, assina o contrato amanhã”, afirmou o empresário. “Ficaria muito feliz se ele fosse para o Beira-Rio, mas temos de conciliar uma série de coisas. O Nilmar não rasga dinheiro", completou da Hora.

O representante do atacante revelou que Nilmar está treinando em Porto Alegre e aguardando a definição do seu futuro. Os clubes que quiserem contratar o atleta terão que apresentar propostas oferecendo salários e luvas (valor para concretizar a transferência). Segundo Orlando da Hora, o Inter seria um dos oito clubes brasileiros e diversos do exterior que demonstraram interesse desde o início do rompimento de contrato.

"Tem clubes interessados pela Europa inteira, além de sete ou oito brasileiros. (...) Assim que o Nilmar ficou livre, avisei o Inter. O Inter nos procurou, mas parece que não assumiu isso publicamente. Não fez proposta oficial, mas já conversamos", afirmou da Hora. "Antes de fazer a proposta, tem que pensar 10 vezes. Não pode fazer humilhação", completou o empresário.

Da Hora, que está no Qatar tratando da mudança do jogador, negou qualquer tratativa com a Roma, da Itália. “Isto que estão falando aí no Brasil não é verdade. Já até entrei em contato com amigos que tenho na Itália e na direção da Roma para explicar tudo direitinho. Sou um homem de palavra”.

*Com informações dos repórteres Carmelito Bifano e Fabrício Falkowski

Bookmark and Share