Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 02/09/2014
  • 17:39
  • Atualização: 17:43

Polícia intima mais três torcedores do Grêmio para prestar depoimento sobre racismo

Dois gremistas ouvidos nesta terça-feira negaram ter ofendido o goleiro Aranha

  • Comentários
  • Correio do Povo

Polícia intima mais três torcedores para depor na 4ª delegacia de polícia (DP) de Porto Alegre sobre o caso de racismo contra o goleiro Aranha, do Santos, no jogo da última quinta-feira na Arena pela Copa do Brasil. Eles devem comparecer na DP nesta quarta-feira.

Nesta terça-feira, dois torcedores prestaram depoimento e negaram que tenham ofendido o jogador do clube paulista. Rodrigo Rychter, de 19, admitiu informalmente que aparece nas imagens gravadas na arquibancada Norte, porém, negou que tenha participado dos atos racistas.

Tiago de Oliveira, de 23 anos, afirmou que estava em outro setor do estádio e que uma das pessoas que aparecem nas imagens é muito parecido com ele. Oliveira negou que tenha ofendido o goleiro santista.

O comissário de polícia Lindomar Souza comentou que o indiciamento de torcedores envolvidos no caso de racismo pode demorar para ocorrer. "É muito cedo para fazermos um pronunciamento sobre isso. O delegado Herbert Ferreira é quem fará esta análise", resumiu.

A torcedora Patrícia Moreira, que foi flagrada pelas câmeras de TV ofendendo o goleiro Aranha, será ouvida nesta quinta-feira. Todos estão sendo investigados por injúria qualificada. Na semana passada, a direção do clube informou ter identificado cinco torcedores.

Bookmark and Share