Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 03/09/2014
  • 17:06
  • Atualização: 17:17

Brasil massacra a Tunísia e conquista segunda vitória no Mundial de Vôlei

Líder do Grupo B, time foca agora no confronto contra a Finlândia nessa sexta

Brasil massacra a Tunísia e conquista segunda vitória no Mundial  | Foto: Divulgação / FIVB / CP

Brasil massacra a Tunísia e conquista segunda vitória no Mundial | Foto: Divulgação / FIVB / CP

  • Comentários
  • Lancepress

O Brasil massacrou a Tunísia em seu segundo compromisso pelo Campeonato Mundial de Vôlei. Em um dia adequado para o técnico Bernardinho rodar o time e testar os reservas, o atual tricampeão venceu a equipe africana por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/10 e 25/17, em Katowice (POL). O resultado mantém os brasileiros na liderança do Grupo B. São seis pontos, contra cinco da Finlândia. Sem nenhuma vitória, os tunisianos seguem na lanterna. 

Sem Sidão, poupado pela comissão técnica em razão de dores musculares, o treinador brasileiro mandou Éder para o jogo. Aos poucos, o oposto/central Renan, o ponteiro Lipe, o levantador Rapha e o ponteiro Maurício também tiveram suas chances. No fundo, mais uma vez Felipe e Mário Jr. se revezaram na função de líbero. 

O vice-líder da chave é justamente o próximo adversários da seleção. O duelo acontecerá na próxima sexta-feira, às 15h30min de Brasília, novamente na Spodek Arena. Sem tradição no esporte, a Tunísia começou o jogo com tudo. Encaixou bons saques de e um bloqueio em Murilo para fazer 4 a 0. Sinal de que o Brasil não teria vida fácil e sinal de alerta ligado. Mas Wallace, Lucarelli e Éder entraram em cena.

A partida ficou sob controle, apesar de os africanos não se renderem, como mostrou Kaabi ao bloquear Lucarelli no simples. A folga poderia ser maior, não fosse Slimene aprontando no saque. Mas o mesmo jogador errou o último serviço e deu de graça a vitória brasileira no primeiro set. 

Mais concentrada, a seleção não deu nenhuma chance aos rivais no início da segunda etapa. O Brasil tricampeão sobrou e abriu 8/1. E a diferença só aumentou. Na cravada de Wallace, 11/3. No 17/6, Bernardinho aproveitou para dar ritmo ao estreante em Mundiais Renan, de 2,12m, que entrou na inversão com Rapha. O gigante brasileiro mostrou visão para largar atrás do bloqueio e deixar sua marca. De novo, um erro de saque tunisiano encerrou o assunto. 

Os testes continuaram. No terceiro set, Renan foi mantido, mas agora na função de central, que era de Lucão. E Lipe, pela primeira vez do torneio, teve a chance de jogar no ataque ao substituir Murilo. Rapha também seguiu na função de Bruninho. Sobrou até para o levantador curtir uma de atacante e fazer 11/8. Os tunisianos não se entregaram facilmente como no set anterior. Nagga e Garci até bateram cabeça no esforço para defender uma largada. Mas a diferença técnica ainda era notória.

No fim, Bernardinho colocou em quadra o último que faltava de seus atletas. O ponteiro Maurício entrou improvisado como oposto, com Bruninho, na inversão. Não teve muito a fazer, exceto selar a vitória brasileira com um ataque pela saída de rede.


Bookmark and Share


TAGS » Vôlei, Esporte