Porto Alegre, terça-feira, 25 de Novembro de 2014

  • 03/09/2014
  • 22:25
  • Atualização: 23:44

"Grêmio discorda tecnicamente e vai recorrer", afirma Koff

Presidente acredita em "exagero da interpretação" eliminar o clube da Copa do Brasil

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

O presidente Fábio Koff evitou classificar a punição do Grêmio como "injusta", mas garantiu que o clube lutará para revertê-la. "O Grêmio respeita a decisão, embora discorde dela tecnicamente e vamos recorrer", definiu em entrevista logo após o julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

"Não digo que houve injustiça, mas um exagero da interpretação da regra", relatou Koff. "O clube fez o possível para identificar os autores, identificou alguns e entregou os dados à polícia. Está previsto inclusive no Estatuto do Torcedor sobre essa responsabilidade do clube", comentou o presidente.

O diretor do departamento jurídico, Gabriel Vieira, citou a influência do "clamor popular" na decisão. "Vamos recorrer, pois não nos deixa alternativa uma pena desse tamanho", relatou. "Vamos trabalhar por um resultado melhor no pleno do STJD", garantiu.

Para Vieira, a interpretação do dispositivo legal tomou um caminho diferente do que o Grêmio esperava. "A nossa é completamente diferente, leva em conta o código disciplinar da Fifa", defendeu. Recentemente, o Tricolor já havia sido julgado por ofensas racistas contra o zagueiro Paulão, do Inter. O defensor ficou satisfeito com a decisão desta quarta-feira.

Bookmark and Share