Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
24ºC
Amanhã
19º 29º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

05/09/2014 00:16 - Atualizado em 05/09/2014 00:38

“Fomos eliminados em casa”, afirma Abel Braga

Técnico diz que armou Inter mais forte possível e garantiu vontade de vencer

Técnico diz que armou Inter mais forte possível e garantiu vontade de vencer <br /><b>Crédito: </b> Yasuyoshi Chiba/AFP/CP
Técnico diz que armou Inter mais forte possível e garantiu vontade de vencer
Crédito: Yasuyoshi Chiba/AFP/CP
Técnico diz que armou Inter mais forte possível e garantiu vontade de vencer
Crédito: Yasuyoshi Chiba/AFP/CP

O técnico Abel Braga mostrou um pouco de abatimento após o empate com o Bahia, nesta quinta-feira, mas garantiu força dele e do elenco para mostrar recuperação no Brasileirão. "Essa eliminação não pode abalar a equipe", afirmou após o 1 a 1 que deixa o Inter fora da Copa Sul-Americana.

Conforme o treinador, o resultado desta quinta não chegou a surpreender. “O Bahia jogou muito bem o primeiro jogo. Fomos eliminados na nossa casa”, definiu ele – no duelo de ida, no Beira-Rio, o Inter levou 2 a 0. Na hora de dar o troco, faltou poder de conclusão: “Hoje estivemos na frente um bom tempo e, quando o Bahia estava até nos dando muita bola de graça, encontrou uma chance na frente e matou o jogo”, analisou.

Apesar da eliminação, ele frisou que o time fez o máximo de esforço para seguir na Sul-Americana, sem qualquer discurso de poupar. "Tanto que nós queríamos ganhar e não conseguimos, que viemos com o máximo de jogadores titulares", salientou. "Méritos do adversário. Agora vamos tentar o máximo de esforço e dedicação no Brasileiro."

Sobre o único objetivo que restou em 2014, Abel já citou dificuldades para o jogo contra o Figueirense no domingo. "Estamos viajando e eles estão lá, treinando a semana inteira. Ainda vão fazer uma viagem curta a Porto Alegre", avaliou ele, que rechaçou crise no vestiário criticando a cobertura da imprensa: “Deram pouca ênfase quando ficamos cinco jogos sem perder, seguida de muita ênfase nos dois jogos sem ganhar”, comparou. 

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.