Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 05/09/2014
  • 08:17
  • Atualização: 08:31

Consulado do Grêmio cancela excursão por temer agressões

Torcedores foram orientados a vestir camisa do clube apenas dentro do Maracanã

  • Comentários
  • Lancepress

A acusação do goleiro Aranha de ofensas racistas da torcida do Grêmio e a exclusão do clube da Copa do Brasil trouxeram outras implicações práticas ao Tricolor. O consulado no Rio de Janeiro cancelou a excursão tradicional de caminhada ao Maracanã e orienta os torcedores a não circularem com vestimentas que identifiquem gremistas pela cidade. Ameaças de agressões a torcedores tricolores pipocam nas redes sociais.

A nota foi divulgada ainda na segunda-feira, na página oficial do movimento no Facebook. Além de cancelar a excursão, também não haverá reunião no tradicional bar gremista na capital fluminense, na avenida Prado Jr., para a partida com o Flamengo. E os torcedores que irão ao Maracanã estão orientados a vestirem as cores do clube apenas no interior do estádio.

Pelo Facebook, torcedores do Flamengo ameaçam agredir os gremistas por conta de toda a situação. Pelo temor de que algo grave aconteça, a atitude foi tomada. O clube gaúcho irá recorrer da decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que o excluiu da Copa do Brasil em julgamento na última quarta-feira. "Sabemos que acima de tudo devemos prezar pela segurança de todos. E este jogo está tomando proporções indevidas", diz a nota oficial.

Depois da punição esportiva, os holofotes, por ora, se voltam para o inquérito policial, que deve durar ainda mais 30 dias. Nesta quinta-feira, a torcedora Patrícia Moreira foi chamada para depor na 4ª Delegacia, em Porto Alegre. Chegou chorando e alegou que não teve a intenção de xingar diretamente Aranha e foi "no embalo" da torcida.

O Grêmio deixa Porto Alegre nesta sexta-feira, após o treinamento da tarde. O elenco chega no Rio de Janeiro no final da tarde. O confronto será neste sábado, no Maracanã, às 18h30min.

Bookmark and Share