Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 05/09/2014
  • 09:31
  • Atualização: 09:48

"Já fiz duas reuniões com Nilmar", brinca Alex

Meia do Inter lamentou eliminação da Sul-Americana no empate em 1 a 1 com Bahia

Já fiz duas reuniões com Nilmar, brinca Alex sobre possível vinda de atacante | Foto: Yasuyoshi Chiba / AFP / CP

Já fiz duas reuniões com Nilmar, brinca Alex sobre possível vinda de atacante | Foto: Yasuyoshi Chiba / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

O presidente Giovanni Luigi afirmou nessa quinta-feira que o Inter já deixou claro que quer contar com Nilmar para a disputa do Campeonato Brasileiro e o clube agora aguarda uma resposta. Sem saber, o mandatário colorado ganhou um "assessor de futebol" que já fez reuniões com o atacante para pedir a sua vinda. Trata-se de Alex, que já conversou diversas vezes com o atacante na esperança de ajudar no seu retorno ao clube.

"Eu já fiz duas reuniões com Nilmar. Paguei churrasco e fora as mensagens que mandei nos últimos para ele retornar ao Inter", disse entre risos. "Ele (Nilmar) até me pediu para que eu desse uma pausa, para não ser inconveniente", acrescentou Alex em entrevista coletiva.

Ao falar do amigo e antigo companheiro do clube, Alex destacou a capacidade de decisão de Nilmar, qualidade que "faz um bem para qualquer equipe". "Fortalecer a equipe sempre é bom porque o nível de competitividade permanece alto e facilita no auxílio aos jogadores jovens. É uma contratação que pode fazer toda a diferença a nosso favor", completou.

Com passagem pelo futebol do Catar, onde Nilmar estava atuando, Alex acredita que se o atacante for contratado, não ter dificuldades de adaptação. "O Nilmar vai pegar uma situação de posicionamento diferente em campo. Ele já vem fazendo trabalhos e não vai demorar muito para jogar. Pela característica, ele tem uma vantagem. Além disso, ele é iluminado e a gente torce para que ele retorne", disse.

Eliminação dolorida

Para Alex, a eliminação do Inter na Sul-Americana foi dolorida e não era algo planejado pela equipe. "Não queríamos sair de maneira alguma. Hoje jogou quem poderia jogar. Acho que a lição que fica é que não podemos cometer os mesmo erros no Brasileirão", explicou.

O meia destacou que é possível alcançar o Cruzeiro e garantiu que o campeonato não está perdido. "Temos 60 pontos para disputar. É muito cedo para falar isso. Acho que as próximas 10 partidas serão decisivas. Temos confrontos diretos e uma sequência indigesta que nos coloca em Salvador e depois em Recife. Vamos tentar manter o nível para buscar uma nova sequência e não deixar o Cruzeiro escapar", declarou.

Bookmark and Share