Porto Alegre, sábado, 22 de Novembro de 2014

  • 05/09/2014
  • 13:28
  • Atualização: 13:46

Advogado lamenta julgamento social sofrido por Patrícia Moreira

Alexandre Rossato afirmou que torcedora deseja pedir desculpas pessoalmente ao goleiro Aranha

Ela perdeu a vida dela, diz advogado de Patrícia Moreira  | Foto: Luiz Cordeiro / Especial / CP

Ela perdeu a vida dela, diz advogado de Patrícia Moreira | Foto: Luiz Cordeiro / Especial / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Após o breve pronunciamento de Patrícia Moreira, em que a torcedora pediu desculpas ao Grêmio e ao goleiro Aranha, o advogado da principal suspeita de cometer injúrias raciais contra o jogador santista concedeu entrevista coletiva. Alexandre Rossato afirmou que a cliente está sofrendo muito com a repercussão do caso, principalmente pelas ameaças que sofreu. "A Patrícia foi alvo de ameaças e só não recebeu mais porque abandonou a própria casa, saiu das redes sociais e não foi mais localizada. Ela perdeu a vida dela", resumiu. 

Rossato lamentou o julgamento social promovido contra Patrícia Moreira. No entendimento do advogado, a exposição praticamente "determinou" a condenação da torcedora. "Isto tudo aconteceu com ela, independente de depoimentos ou inquérito. Ela foi julgada socialmente. Esta manifestação de hoje não tem o objetivo de refazer a imagem dela. É apenas para mostrar o arrependimento. Ela irá provar que não é racista", disse.

Conforme Rossato, a palavra "macaco", proferida por Patrícia durante o jogo entre Grêmio e o Santos não pode ser considerada uma manifestação de racismo. "Dentro do contexto do jogo, aquilo seria mais um xingamento, como aqueles que são dirigidos aos árbitros", comentou.

O advogado esclareceu que o maior desejo de Patrícia neste momento é pedir desculpa pessoalmente ao goleiro Aranha. Rossato, porém, não informou como este encontro será encaminhado e se tem data para ocorrer.

Bookmark and Share


TAGS » Grêmio, Futebol, Esporte