Correio do Povo | Notícias | Segunda edição do Lance de Craque termina com 11 gols

Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 24 de Março de 2019

  • 27/12/2015
  • 19:05
  • Atualização: 20:17

Segunda edição do Lance de Craque termina com 11 gols

Iniciativa do meia do Inter, D'Alessandro, levou milhares de pessoas ao Beira-Rio e reuniu craques da bola

  • Comentários
  • Correio do Povo

* Com informações da AE

Foi uma grande festa. Jogadores em atividade, ex-craques do futebol internacional e da dupla Gre-Nal realizaram uma partida digna do nome da iniciativa do meia colorado D' Alessandro: Lance de Craque. O domingo de calor em Porto Alegre não intimidou os atletas e a torcida, que vibrou nas arquibancadas do Beira-Rio. Dentro de campo, arrancadas, dribles e belos gols. O placar do jogo foi 7 a 4 para o time da Solidariedade (preto) em cima da equipe da Esperança (branco). Mas, no final das contas, todos ganharam. A renda do confronto será destinada para as seguintes entidades: Instituto Amigos de Lucas, Centro de Reabilitação de Porto Alegre, Pequena Casa da Criança, Centro de Promoção

da Infância e da Juventude e Casa da Juventude, de Canoas. O Hospital da Criança Santo Antônio, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Campos do Cristal e um hospital veterinário indicado pela Secretaria Especial dos Direitos dos Animais também serão agraciados com parte do valor arrecadado com a partida.

D'Alessandro entrou em campo com o filho Gonzalo, nascido há poucas semanas, no colo e agradeceu aos espectadores pela presença no Beira-Rio. "Muito obrigado por terem vindo. Vocês são muito importantes nesta causa. Meu filho é gaúcho e portoalegrense. Tenho orgulho disso. Sem vocês, não seria possível fazer esse evento. Tenho que agradecer a esses atletas, brasileiros, argentinos, uruguaios, que deixaram seu período de férias. Obrigado e boa festa", afirmou o jogador.

O jogo

Palermo, atacante, não perdeu o faro para o gol. Após cobrança de escanteio de D' Ale, o jogador se antecipou e, de cabeça, abriu o placar no Beira-Rio para o time da Esperança. Em um contra-ataque, Argel cercou o ex-atacante colorado e cometeu pênalti em Damião, que desde o apito inicial mostrou vontade extra. Ruben Paz, com categoria deixou tudo igual. Palermo, de novo, colocou a Esperança na frente. D' Ale mandou uma paulada. A bola explodiu na trave. No rebote, de peixinho, o atacante ex-Boca Juniors, balançou as redes. Antes do intervalo, Damião empatou a partida. Ele acreditou no lance, roubou a bola e tocou na saída de Danrlei.

Segundo tempo: gols e mais gols

Logo no começo da segunda etapa, Taison driblou o marcador e o goleiro e marcou um belo gol para o Solidariedade: 3 a 2. Damião marcou o seu segundo gol no jogo após receber passe preciso de D' Ale. Bateu de chapa: 4 a 2. De pênalti, Recoba recolocou o Esperança no jogo: 4 a 3. Em outro escanteio, o zagueiro do Atlético-MG, Leonardo Silva, subiu bonito e fez 5 a 3. Em outro pênalti, Leandrão marcou o quarto da Esperança. A reação parou aí. Sandro Sotilli, maior artilheiro do Gauchão, anotou duas vezes e fechou o jogo em 7 a 4 para o Solidariedade.