Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 24 de Fevereiro de 2018

  • 29/01/2018
  • 08:47
  • Atualização: 08:57

Negociações do Barça por Arthur devem se arrastar, garante executivo de futebol do Grêmio

André Zanotta disse ainda que não há urgência em finalizar a transferência

Grêmio e Barça discutem futuro de Arthur | Foto: Eitan Abramovich / AFP / CP

Grêmio e Barça discutem futuro de Arthur | Foto: Eitan Abramovich / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Apontado como um dos principais jogadores do Grêmio na conquista do tri da América, Arthur despertou o interesse do futebol europeu. O Barcelona enviou, na semana passada, ao Brasil um representante para fazer uma proposta pelo volante do Grêmio. Contudo, a direção tricolor é cautelosa e afirma que as negociações com o clube espanhol vão demorar para serem concluídas.

“Isso ainda vai se arrastar. Não tem urgência. A transferência do Arthur não vai ocorrer até 31 de janeiro. Tem uma conversa em andamento e, se isso avançar para uma transferência, deve demorar algumas semanas”, disse André Zanotta, executivo de futebol do Grêmio.

Apesar de se falar apenas em “conversas”, as condições do negócio já estão sendo discutidas, segundo Zanotta, que preferiu não dar muitos detalhes. A probabilidade é que, se vendido, Arthur só vá para o Barcelona em julho, podendo assim defender a camisa tricolor durante o primeiro semestre de 2018.

O Barça teria proposto 25 milhões de euros pelo volante, cinco milhões a menos do que o Tricolor deseja receber em um possível negócio. O Grêmio tem 60% dos direitos econômicos de Arthur. Os outros 40% estão divididos entre o próprio jogador e um investidor, cada um com 20%.

Questionado se o Grêmio só venderia o Arthur pelo valor da multa, Zanotta disse que o Tricolor está aberto a ouvir propostas “não só pelo Arthur, mas por todos os jogadores”. Mas logo garantiu que não há outras negociações em andamento, nem por Luan.

“Evolução meteórica”

O executivo de futebol disse que Arthur teve “uma evolução meteórica” no ano passado. Mas destacou que não foi só isso que fez os clubes europeus se interessarem pelo volante de 21 anos.

“Arthur teve uma evolução meteórica no ano passado. Ele se transformou do início do ano para final. É um menino com cabeça brilhante e sabemos que o interesse dos clubes europeus por ele é pelo caráter e inteligência acima do normal”, elogiou.