Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de Abril de 2018

  • 09/01/2018
  • 07:21
  • Atualização: 07:43

Inter vê poucas chances de rescisão amigável com Anderson

Meia se reapresentou e deve treinar em separado com mais sete atletas

Inter vê poucas chances de rescisão amigável com Anderson  | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

Inter vê poucas chances de rescisão amigável com Anderson | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Fabrício Falkowski

Os meias Anderson e Seijas e mais seis jogadores colorados — que consomem mais de R$ 2 milhões mensais com o pagamento de salários e obrigações trabalhistas — se reapresentaram nessa segunda-feira para o início dos trabalhos na temporada. Porém, completamente fora dos planos dos dirigentes e também da atual comissão técnica, todos devem seguir treinando em separado. O caso mais notório é o de Anderson. Contratado em 2015 pelo então presidente Vitorio Piffero, ele tem os maiores vencimentos entre todos os profissionais que estão no clube — inclusive entre aqueles que serão utilizados por Odair Hellmann. O clube tentará negociar uma rescisão amigável e antecipada, mas nutre poucas esperanças de obter êxito.  

Apesar de ter avisado via assessoria de imprensa que gostaria de conversar, Anderson, que deixou o Grêmio e fez carreira na Europa antes de voltar ao Brasil para defender o Inter, dificilmente vai abrir mão de valores que tem a receber até dezembro, quando se encerra o seu contrato com o Inter. Em 2017, ele atuou no Coritiba.

Vencimento baixo, mas com contrato longo 

Seijas tem vencimentos mais baixos, mas um contrato mais longo. O meia venezuelano de 31 anos tem vínculo com o Inter até 30 de junho de 2019. Apesar do boa impressão que deixou em sua passagem pelo Independiente Santa Fe, da Colômbia, antes de vir para o Inter, ainda não surgiram interessados em levá-lo. Seijas jogou emprestado na Chapecoense a última temporada, mas não vai a campo desde o começo do segundo semestre.

O grupo, além dos dois meias, tem o zagueiro Alan Costa, os volantes Eduardo Henrique, Fernando Bob e Silva, o meia Marquinhos e o atacante Taiberson. Todos eles cumpriram períodos de empréstimo e voltaram ao Beira-Rio porque ainda têm vínculo com o Inter.  Esses jogadores treinarão de forma separada dos demais que começaram a pré-temporada na semana passada. O local e os horários dos treinos do grupo será definido pela direção.