Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 05/07/2014
  • 22:49

Combates matam 53 rebeldes islâmicos e seis militares na Nigéria

Grupo atacou um quartel e a delegacia da cidade de Damboa, no nordeste do país

  • Comentários
  • AFP

O Exército nigeriano anunciou neste sábado a morte de 53 rebeldes em combates após um ataque dos insurgentes contra a cidade de Damboa, no nordeste do país, alvo constante do grupo islâmico Boko Haram.

No total, "53 terroristas (...), cinco soldados e um oficial perderam a vida", precisa o comunicado do
Exército.

Os rebeldes islâmicos atacaram um quartel e a delegacia de polícia de Damboa, cidade do Estado de Borno, na
noite de sexta-feira, explicou o general Chris Olukolade, porta-voz do Exército, em um comunicado.

Segundo testemunhas entrevistadas por telefone, o ataque reuniu muitos rebeldes, fortemente armados, que
chegaram a bordo de quatro blindados.

As mesmas testemunhas acreditam que vários civis morreram no ataque.

O Exército nigeriano, muito criticado por sua impotência diante dos rebeldes do Boko Haram, tem a tendência de
exagerar as baixas do inimigo e minimizar as perdas de civis.

"A metade de Damboa foi incendiada, incluindo a delegacia de polícia, e a população fugiu da cidade", informou
um morador local, que pediu para não ser identificado.

O comunicado militar também informa um atentado suicida em Konduga, Estado de Borno, que deixou cinco mortos,
incluindo o agressor, na sexta-feira.

"Um suicida atacou um posto de controle com um carro matando um policial e três membros de uma milícia local",
revelou Olukolade.

Bookmark and Share


TAGS » Mundo, Nigéria