Correio do Povo

Porto Alegre, 29 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
15º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Economia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

07/07/2014 13:16 - Atualizado em 07/07/2014 13:17

Anfavea prevê queda de 10% na produção de veículos em 2014

Estimativa é que País fabrique 3.339 milhões de unidades este ano

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, anunciou nesta segunda-feira, as projeções da entidade para o fechamento de 2014. Segundo ele, a estimativa é que a produção de autoveículos em 2014 registre uma queda de 10%, para 3.339 milhões de unidades. Para isso, de acordo com as contas da Anfavea, é preciso que a produção cresça 13,2% neste segundo semestre ante os seis primeiros meses do ano.

A produção de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus no mercado brasileiro somou cerca de  216 mil unidades em junho, queda de 23,3% na comparação com maio e recuo de 33,3% ante junho de 2013, anunciou a Anfavea. Com o resultado, a produção acumula retração de 16,8% nos seis primeiros meses do ano, sobre igual período de 2013, para 1.566.049 unidades.

De acordo com a Anfavea, a fatia de automóveis e veículos comerciais leves biocombustíveis (flex) ficou em 88,2% em junho, patamar acima do verificado em maio (87,6%). Ao todo, os veículos flex somaram cerca de 221 mil  unidades em junho deste ano. Em junho do ano passado, a participação das vendas dos veículos flex era de 88,9%.


As vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus atingiram 263 mil 564 unidades em junho, com queda de 10,2% na comparação com maio e recuo de 17,3% ante junho de 2013. No acumulado de janeiro a junho deste ano, os emplacamentos chegaram a 1.662.920 unidades, baixa de 7,6% sobre igual período do ano passado.

No caso das vendas, a estimativa é que em 2014 haja uma queda de 5,4%. "Para chegarmos a esse dado temos que crescer 14,3% no semestre", explicou Moan.

Já no caso das exportações, a perspectiva da Anfavea é que a queda no ano chegue a 29,1%. Para que esse desempenho seja alcançado é preciso que no segundo semestre deste ano as exportações subam 36,9%.

O mês de junho encerrou com  cerca de 24 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus exportados, queda de 31,2% na comparação com maio e retração de 51,1% ante junho de 2013. No acumulado de janeiro a junho deste ano foram exportadas 169 mil 457 unidades de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, recuo de 35,4% sobre igual período de 2013. Em valores, de acordo com a Anfavea, a estimativa é que haja uma queda de 15,7% no ano.

Máquinas agrícolas

Moan anunciou também que a entidade projeta que a produção de máquinas agrícolas deve fechar 2014 com queda de 13,3%. "Para chegarmos a esse números temos que crescer nesse segundo semestre 15,3% na comparação com o primeiro semestre do ano", explicou.

A projeção de vendas internas de máquinas agrícolas em 2014 é de queda de 12%. Já no caso das exportações, a estimativa é que elas registrem queda de 10,3% no fechamento do ano.

Conforme dados divulgados hoje pela entidade, a produção de máquinas agrícolas registrou queda de 23,2% em junho na comparação com maio e recuo de 29,7% ante junho de 2013, com recuo de no período acumulado no ano até junho ante igual semestre do ano
passado.

Em relação às vendas internas desse segmento, houve queda de 6% na comparação com maio e recuo de 21,5% ante junho de 2013. No período acumulado deste ano a retração foi de 20%.


Bookmark and Share


Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.