Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

  • 07/07/2014
  • 17:58
  • Atualização: 18:02

Denunciados filha e genro pela morte de casal em Lajeado

MP referendou tese da Polícia, de que duplo homicídio teve motivo financeiro

Filha e genro foram denunciados pela morte de casal em Lajeado | Foto: Deolí Graff / Especial / CP

Filha e genro foram denunciados pela morte de casal em Lajeado | Foto: Deolí Graff / Especial / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

O Ministério Público denunciou a filha e o genro de João Dullius e Isolde Müller Dullius, ambos de 59 anos, pela morte do casal em Lajeado, no Vale do Taquari, no dia 3 de junho. Os dois responderão à Justiça pelos homicídios triplamente qualificados (por motivo torpe, meio que dificultou a defesa das vítimas e para a ocultação de outro crime). A denúncia foi oferecida pelo 1º Promotor de Justiça Criminal de Lajeado, João Francisco Ckless Filho.

O delegado responsável pela investigação, Sílvio Huppes, apontou no inquérito a tese de que o duplo homicídio foi cometido por motivos financeiros. O crime, segundo a Polícia, teve relação com saques feitos na conta bancária das vítimas e pela expectativa da dupla de receber a herança do casal.

Conforme Huppes, os saques somaram um valor aproximado de R$ 16 mil. O delegado comentou ainda que “o crime chocou a comunidade de Lajeado pela forma brutal com que foi praticado”.

Pelo exame de DNA feito nas roupas usadas pelos suspeitos, foi confirmado que o sangue nas vestes era do casal. Huppes disse que a filha e o genro tentaram provocar situações para despistar a autoria.

Bookmark and Share