Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
14º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

08/07/2014 08:58 - Atualizado em 08/07/2014 09:02

Alegações finais do julgamento de Pistorius marcadas para agosto

Atleta foi processado pelo assassinato da namorada em 2013

Pistorius foi processado pelo assassinato da namorada em 2013<br /><b>Crédito: </b> Siphiwe Sibekop / AFP / CP
Pistorius foi processado pelo assassinato da namorada em 2013
Crédito: Siphiwe Sibekop / AFP / CP
Pistorius foi processado pelo assassinato da namorada em 2013
Crédito: Siphiwe Sibekop / AFP / CP

As alegações finais do julgamento de Oscar Pistorius, processado desde março pelo assassinato de sua namorada em 2013, acontecerão nos dias 7 e 8 de agosto, anunciou a juíza nesta terça-feira, último dia de comparecimento de
testemunhas da defesa.

A juíza sul-africana Thokozile Masipa ratificou as datas propostas de comum acordo pela acusação e a defesa do atleta paralímpico. "A audiência foi adiada até 7 e 8 de agosto", declarou Masipa, que receberá um memorando por escrito da acusação em 30 de julho e o documento da defesa em 4 de agosto, segundo o procedimento penal sul-africano.

Ela solicitou que os documentos permaneçam em absoluto sigilo e advertiu que qualquer transgressão da norma seria uma "falha à justiça". "Como o tribunal desejar", respondeu o advogado de Pistorius, Barry Roux, que tenta convencer a todos que o assassinato da jovem Reeva Steenkamp foi um acidente, como alega o atleta.

Pistorius afirmou que acreditava ter atirado contra um ladrão, que estaria trancado no banheiro, mas a promotoria alega que ele matou a namorada após uma briga e apresenta como provas os depoimentos de vários vizinhos que ouviram gritos.

A audiência desta terça-feira, a 39ª do julgamento que foi interrompido diversas vezes por vários motivos, durou menos de 15 minutos, pois o advogado anunciou que não tinha mais testemunhas a apresentar.  "Não conseguimos convocar algumas testemunhas", disse.

Roux afirmou que algumas pessoas se negaram a testemunhar mesmo protegidas pela proibição de gravações em um julgamento acompanhado pela imprensa de todo o mundo.

Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.