Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
16º 25º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

09/07/2014 15:00 - Atualizado em 09/07/2014 15:04

Polícia prende suspeito de matar mãe e filha em Garibaldi

Homem foi capturado em Carlos Barbosa dentro de um automóvel abandonado

A Polícia Civil prendeu por volta do meio-dia desta quarta-feira o homem suspeito de matar duas mulheres — mãe e filha — em Garibaldi, na Serra gaúcha, no último sábado. Conforme o delegado Clóvis Rodrigues de Souza, o indivíduo foi capturado em Carlos Barbosa dentro de um automóvel abandonado, que provavelmente estaria sendo utilizado como dormitório. Informalmente o homem "não me parecia muito arrependido do crime", explica o delegado.

De acordo com Souza, o homem estava em liberdade provisória devido a um habeas corpus desde o dia 2 de maio. Ele cumpria pena desde 26 de agosto de 2013. O indivíduo deve ser encaminhado para o Presídio de Bento Gonçalves, mas como a casa prisional está interditada, ele deve ser levado para o Presídio de Apanhador em Caxias do Sul, explica o delegado.

O crime ocorreu na casa de Justina Inês Lazaron Brandão, 51 anos, mãe de Márcia Lazaron Brandão, 34 anos. O suspeito era ex-companheiro de Márcia, que já na noite anterior teria sido ameaçada pelo homem, o que motivou a Brigada Militar a levâ-la para a residência da mãe. Na manhã de sábado, por volta das 6h30min, o indivíduo invadiu a casa e matou as duas mulheres a facadas. Márcia morreu no local, enquanto Justina chegou a ser encaminhado para o hospital, mas morreu no caminho.

Bookmark and Share


Fonte: Hygino Vasconcellos / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.