Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 09/07/2014
  • 21:12
  • Atualização: 22:02

Smam removerá mais dois eucaliptos na Redenção

Trabalhos começam na manhã de quinta-feira e outras 12 árvores serão podadas em Porto Alegre

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

Técnicos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) removem a partir da manhã da quinta-feira dois eucaliptos no Parque Farroupilha, em Porto Alegre. As árvores cresceram próximas à Fonte Luminosa, no eixo central da Rendençao. Uma delas já entrou em estágio avançado de deterioração interna e, conforme o relatório do Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT), a intervenção emergencial é necessária. Os funcionários da Smam vão aproveitar a estrutura montada para retirar outro eucalipto, de porte menor, que apesar de não constar na relação do IPT, está com sinais de necrose.

Os trabalhos, que devem ser transferidos, caso chova, vão exigir o isolamento da área e o uso de um caminhão cesto com braço de 25 metros. A supressão é realizada de cima para baixo, cortando-se a árvore em “fatias”. A previsão é de que a remoção se estenda até o fim da tarde de sexta-feira. A extração vai ser compensada com o plantio de uma árvore nova. Para isso, técnicos farão a análise do tipo de solo, espaço disponível e umidade do local, identificando qual a espécie mais apropriada.

Em maio, a Smam já removeu, na Redenção, um eucalipto em risco, também apontado no relatório do IPT.

Doze árvores devem ser removidas ou podadas

Os relatórios preliminares do IPT apontaram para necessidade de manejo em 12 árvores, analisadas internamente em fevereiro. Dessas, oito serão substituídas por apresentarem risco de queda, sendo três eucaliptos no Parque Farroupilha, uma grevilha na rua Guilherme Alves, um guapuruvu na Praça da Alfândega, um plátano na rua Padre Tomé Conte, uma tipuana na Praça Dom Feliciano e outra tipuana na rua Gonçalo de Carvalho. Outros quatro vegetais serão podados (dois eucaliptos no Parque Farroupilha, um guapuruvu na Praça da Alfândega e um guapuruvu na Praça Dom Feliciano).

Os relatórios finais do estudo do IPT devem ser entregues à Smam ainda em maio. Dos 150 vegetais analisados, 86 estão na Redenção, 13 na Praça Dom Feliciano, 13 na rua Padre Thomé, 12 na Praça da Alfândega, 11 na Praça da Matriz, dois na Praça XV de Novembro e dois na Guilherme Alves. No Parque Moinhos de Vento (Parcão), na praça José Comunal e nas vias João Pessoa, Gonçalo de Carvalho, Andradas, Barão do Gravataí, João Alfredo, Teresópolis, Saicã, Felizardo Furtado e Protásio Alves, um vegetal precisa ser analisado, em cada local.

Bookmark and Share