Porto Alegre, segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

  • 09/07/2014
  • 23:00
  • Atualização: 23:14

Funai anuncia primeiro contato com tribo indígena isolada no Acre

Povo era monitorado desde 2008 e procurou contato com a civilização no mês de junho

Povo era monitorado desde 2008 e procurou contato com a civilização no mês de junho | Foto: Gleison Miranda/Funai/Divulgação CP

Povo era monitorado desde 2008 e procurou contato com a civilização no mês de junho | Foto: Gleison Miranda/Funai/Divulgação CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Uma sociedade indígena isolada do Brasil teve seu primeiro contato com a civilização moderna no último mês de junho. a Fundação Nacional do Índio (Funai) anunciou em nota que seus servidores e índios ashaninkas foram abordados de forma pacífica por uma tribo monitorada desde 2008, mas que nunca havia deixado o isolamento do Alto Rio Envira, no Acre.

De acordo com o comunicado, os índios vinham se aproximando desde o começo de junho e, no fim do mês, encontraram a equipe da Frente de Proteção Etnoambiental Envira e o sertanista José Carlos Meirelles. Na tentativa de preservar o povoado e impedir que doenças se espalhem pela tribo, a Funai iniciou plano de contingência para monitorar a situação.

A tribo possui um dialeto próprio e a comunicação foi rudimentar até o momento. Intérpretes foram enviados ao local para reunir maior conhecimento do grupo étnico até então desconhecido.

De acordo com a Funai, a política de proteção tem "a premissa do não contato, respeitando a autodeterminação dos povos e realizando o trabalho de proteção territorial". O plano de contingência é acionado quando o próprio grupo busca contato. O isolamento, na maioria das vezes, dá-se por temor dos povoados de aglomerações humanas maiores.


TAGS » Geral, Índios, funai