Correio do Povo

Porto Alegre, 3 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

10/07/2014 10:19 - Atualizado em 10/07/2014 10:25

Homem mata quatro filhos e dois adultos no Texas

Crianças assassinadas tinham entre quatro e 13 anos

Um homem matou nessa quarta-feira, no Texas, quatro de seus filhos e dois adultos que tomavam conta das crianças, antes de entregar-se à polícia após uma perseguição. Outra vítima, uma adolescente de 15 anos, também filha do suspeito, foi atingida por vários tiros e está em condição crítica.

Os crimes aconteceram no fim da tarde de quarta-feira em Spring, no subúrbio de Houston, informou o sargento Thomas Gilliland, da polícia do condado de Harris. As causas do mais recente episódio de violência armada nos Estados Unidos ainda não foram determinadas, mas a polícia suspeita que uma briga doméstica provocou a tragédia.

As quatro crianças eram filhos biológicos ou adotados do suspeito, afirmou Gilliland à imprensa no local do tiroteio.
O homem estava separado da mulher, que não mora no estado do Texas. A imprensa americana divulgou uma foto de um homem louro com os braços para o alto, depois de descer do carro em uma área do subúrbio de Houston, ao fim da perseguição.

O canal ABC News informou que as crianças assassinadas tinham entre quatro e 13 anos. Uma delas morreu ao chegar ao hospital. Os adultos que morreram eram homens, segundo a polícia.

Antes de ser levada para o hospital, a adolescente de 15 anos conseguiu indicar à polícia a direção de fuga do suspeito, o que deflagrou uma perseguição que durou cerca de 20 minutos. A jovem afirmou que o pai também pretendia matar os avós, que moram na mesma região.

Conseguimos cercá-lo em um local sem saída", revelou o chefe de polícia do condado de Harris, Ron Hickman, após o suspeito ser rodeado dentro de um veículo por cerca de 50 policiais armados. A negociação durou uma hora até a saída do atirador. "Obviamente foi uma briga doméstica", disse Hickman na quarta-feira à noite.  "Provavelmente um divórcio ou pelo menos uma separação".

O tiroteio é o último de uma série de incidentes similares em um condado assolado pela violência com armas de fogo. O presidente americano, Barack Obama, assinalou que é necessário um "exame de consciência nacional" diante da violência com armas de fogo.

No dia 23 de maio, um estudante matou seis pessoas e cometeu suicídio na Califórnia. Em 5 de junho, um homem matou uma pessoa e feriu outras duas com arma de fogo em um campus de Seattle. No mesmo mês, um casal matou dois policiais e um civil em Las Vegas. Um adolescente matou um estudante de 14 anos em uma escola do Oregon.

Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.